Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Pessoas e Amizades de Macau PDF Imprimir



2012 -07 -30 [Voltar]
Dedicação dos Relações Públicas da DST para erguer um Centro Mundial de Turismo e Lazer

O desenvolvimento impressionante da indústria turística de Macau na última década tem atraído visitantes de todo o mundo, e todos os dias relações públicas da Direcção dos Serviços de Turismo (DST) estão a mostrar Macau e a dar informações aos visitantes sobre as suas atracções, gastronomia e singularidade do intercâmbio de culturas chinesa e ocidental, contribuindo para que a cidade alcance o patamar de um Centro Mundial de Turismo e Lazer.

Responsável pela coordenação dos balcões de informações da DST, Ivy Loi entrou na carreira de relações públicas da DST depois de completar o curso no Instituto de Formação Turística, em 2004, uma vez que o trabalho nos balcões de informações requer contacto com o público. Mal tinha iniciado funções e o governo central lançou a política de "vistos individuais", originando um forte aumento do número de visitantes do Interior da China – e do trabalho nos balcões de informações. Ivy descreve este período como intenso, mas de grande aprendizagem.

Segundo a funcionária da DST, o trabalho de atendimento nos balcões de informação é animado, porque os visitantes por estarem de férias estão bem-humorados, mas é preciso ser paciente e atencioso, porque é necessário responder às mesmas perguntas centenas de vezes, dar "dicas" aos visitantes, e prestar ajuda quando necessário. Os anos de trabalho nos balcões de informações ensinaram-na a saber como falar com as pessoas e a lidar com situações difíceis, e permitiu-lhe perceber a importância de se ser prestável no atendimento aos visitantes e de saber ouvir.

O ritmo de trabalho dos relações públicas dos balcões de informação é intenso, os funcionários trabalham por turnos, sendo que, nos períodos de festividades é quando estão mais ocupados. Entre os colegas é necessário espírito de equipa, uma vez que o fornecimento de informações requer cooperação. Por outro lado, têm de se actualizar continuamente, para acompanhar o rápido desenvolvimento da indústria turística de Macau.

Nascido na Índia (em Damão), Alorino Noruega é relações públicas da DST desde 1983, já lá vão 29 anos. A sua principal tarefa é mostrar Macau a grupos da Índia, Portugal e Inglaterra, desde oficiais do governo, a operadores turísticos e imprensa.

Alorino também gosta da oportunidade de contactar com outras pessoas que o trabalho de relações públicas oferece. Por outro, agrada-lhe o desafio que é organizar os programas dos grupos, que têm de ser elaborados de forma a adequarem-se à cultura e gostos dos visitantes. Os grupos de imprensa são os mais exigentes, gostam de sentir a cultural local, ver Macau antes e depois do nascer do sol, obrigando Alorino a levantar-se de madrugada e a acompanhar os grupos até de noite.

Segundo Alorino, a principal missão de um relações públicas é saber satisfazer os requisitos dos visitantes. O seu principal indicador é o grau de satisfação dos visitantes e se estes quererem voltar a Macau. A sua dedicação foi reconhecida em 1999, com a Medalha de Mérito Profissional de Macau, pela sua prestação e contributo para elevar a imagem de Macau como cidade de turismo.

Há vários anos a viver em Macau, já criou raízes na cidade, que considera a sua casa, os seus filhos nasceram cá e conhece mais gente e sabe mais sobre Macau do que a sua terra natal. Como costuma acompanhar grupos pelos pontos turísticos da cidade, quando vai na rua muitos cumprimentam-no espontaneamente, fazendo-o sentir o carinho das gentes de Macau, esta pequena cidade de harmonia de culturas.



Outros testemunhos:
ICM IAS DSEJ SSM ID