Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2018 -06 -05 [Voltar]
DST promove Macau como Cidade de Gastronomia em Itália


Demonstração de culinária pelos chefes de cozinha do IFT

DST e IFT promovem turismo de Macau

Cheng Wai Tong (2.° à dta.) com secretário geral da “Slow Food International”, Paolo Di Croce (no meio), entre outros
A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) participou, a convite de Parma, Cidade Criativa de Gastronomia em Itália, no Festival da Cidade de Gastronomia, que decorreu na cidade nos dias 2 e 3 deste mês, aproveitando a oportunidade para promover a designação de Macau como Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia, bem como para realizar um encontro com representantes da organização “Slow Food International” para aprofundar o conhecimento do movimento de “Slow Food” a nível internacional. O subdirector da DST, Cheng Wai Tong, participou no evento e actividades relacionadas.

O Festival da Cidade de Gastronomia decorreu com o intuito de permitir às cidades membros da Rede de Cidades Criativas da UNESCO conhecerem mais sobre a cultura e tradições gastronómicas de Parma e providenciar também uma plataforma de promoção e comunicação para as cidades membros. O evento contou com a participação de representantes de oito cidades membros da Rede de Cidades Criativas da UNESCO em Gastronomia: Gaziantep (Turquia), Bergen (Noruega), Tsuruoka (Japão), Macau (China), Paraty (Brasil), Dénia (Espanha), Belém (Brasil) e Alba (Itália).

As actividades do Festival da Cidade de Gastronomia decorreram no centro de Parma. A DST criou um stand de Macau na Área da UNESCO na Praça Ghiaia e, em conjunto com o Instituto de Formação Turística (IFT), promoveu o turismo de Macau e distribuiu ao público biscoitos de amêndoa, promovendo Macau como Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia. O vice-coordenador executivo assistente do Departamento de Restauração do IFT, David Wong, e o chefe de cozinha do Departamento de Restauração do IFT, Hans Lee Rasmussen, realizaram ainda demonstrações de culinária na Praça Garibaldi para mostrar ao público técnicas da culinária macaense.

O evento de dois dias também incluiu restaurantes pop-up, conferências, palestras e workshops infantis, atraindo muitos residentes e visitantes locais, gerando um ambiente de grande animação.

A DST aproveitou ainda a participação no evento, para visitar a Universidade de Ciências Gastronómicas e a sede internacional da “Slow Food International”, localizada em Itália, para um encontro oficial e intercâmbio com representantes da organização, incluindo o secretário geral, Paolo Di Croce, a directora para a Ásia Oriental, Carlotta Baitone, e o coordenador para a Grande China da “Slow Food”, Ling Kuangsung, para aprofundar o conhecimento sobre o movimento de “slow food” a nível internacional.

Parma foi designada como Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia em 2015. Esta é a primeira vez que, em conjunto com o IFT, a DST realiza uma demonstração culinária noutra cidade membro da rede, desde a designação de Macau como Cidade Criativa da UNESCO na área da gastronomia.

Macau foi designada como membro da Rede de Cidades Criativas da UNESCO em Gastronomia no dia 31 de Outubro de 2017, tornando-se na terceira Cidade Criativa de Gastronomia na China a aderir à rede. Na candidatura, Macau comprometeu-se a cumprir um plano de trabalho para os próximos quatro anos para erguer uma Cidade Criativa de Gastronomia. A iniciativa de “2018 Ano da Gastronomia de Macau” é um dos destaques do plano de trabalho. A DST irá continuar a reforçar a promoção e sensibilização de Macau como Cidade Criativa de Gastronomia, bem como a promover o intercâmbio e cooperação com outras cidades criativas, entre outras iniciativas.
Actualizada: 05/06/2018