Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2018 -11 -28 [Voltar]
DST organiza curso de formação sobre “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência” e série de workshops “Mentores Célebres” em Novembro


Convidados e orientadores do curso de formação “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência” com a directora da DST entre outros

Dirigentes e funcionários da DST ouvem atentamente as explicações dos orientadores (Curso de formação “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência”)

Dirigentes e funcionários da DST ouvem atentamente as explicações dos orientadores (Curso de formação “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência”)

Pessoa com perda visual profunda realiza partilha sobre o seu mundo sensorial e como comunicar de forma efectiva (Curso de formação “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência”)

DST e Academia de Venda a Retalho da Sands convidaram Brian Cha para abordar o tema “Mentalidade do Vendedor e do Consumidor”

Brian Cha, orador convidado do segundo workshop da série “Mentores Célebres”

Mais de 100 operadores de venda a retalho participam no workshop da série “Mentores Célebres”
A Direcção dos Serviços de Turismo (DST) organizou, no dia 26 de Novembro, um curso de formação denominado “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência”, destinado aos funcionários da DST, para elevar a qualidade dos serviços de atendimento a indivíduos portadores de deficiência, em resposta à implementação do plano de aperfeiçoamento do ambiente sem barreiras do Governo da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM).
 
Por outro lado, a DST está a levar a cabo com a Academia de Venda a Retalho da Sands a série de workshops “Mentores Célebres”. O mais recente dos workshops da série, subordinado ao tema “Mentalidade do Vendedor e do Consumidor”, realizou-se no dia 27 de Novembro, tendo como destinatários os operadores de venda a retalho de Macau, com o objectivo de ajudar a melhorar a qualidade dos serviços e a promover o profissionalismo do sector de venda a retalho de Macau.
 
Curso de formação “Comunicação com Indivíduos Portadores de Deficiência”
Nos últimos anos, o Governo da RAEM, em conjunto com instituições não-governamentais, tem vindo a mover esforços para construir um ambiente de deslocação sem barreiras, que seja conveniente para residentes e visitantes, elevando a qualidade de Macau como cidade internacional de turismo. O curso de formação interna “Comunicação com os Indivíduos Portadores de Deficiência”, conduzido pela Sociedade de Reabilitação de Hong Kong, ofereceu aos funcionários da DST uma compreensão mais ampla sobre indivíduos portadores de diferentes tipos de deficiência e a forma de comunicar com eles, tendo sido também abordada a promoção da reintegração dos indivíduos portadores de deficiência na sociedade. A formação apresentou ainda os conceitos, princípios e implementação da concepção de design universal e livre de barreiras, bem como os pontos-chave das “Normas arquitectónicas para a concepção de design universal e livre de barreiras na RAEM”. Através do curso de formação organizado, a DST pretende aumentar a confiança dos seus funcionários no contacto com indivíduos portadores de diferentes tipos de deficiências, elevando a qualidade dos serviços, em resposta à implementação do plano de aperfeiçoamento do ambiente sem barreiras do Governo da RAEM. A maior parte dos funcionários da DST participantes na formação são trabalhadores da linha da frente.
 
A directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, os subdirectores da DST, Cheng Wai Tong e Ricky Hoi, a chefe do Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST, Doris Leong, o consultor sénior da Sociedade de Reabilitação de Hong Kong, Ng Hang Sau, o director de serviços da Cáritas de Macau, Philip Yuen, entre outros, estiveram presentes na formação.
 
Vários profissionais da Sociedade de Reabilitação de Hong Kong (The Hong Kong Society for Rehabilitation), do Grupo de Design de Arquitectura e de Pesquisa Limitada (Architecture Design and Research Group Limited), da Sociedade para Surdos de Hong Kong (The Hong Kong Society for the Deaf), da União de Cegos de Hong Kong (Hong Kong Blind Union), e da Associação de Artes com Portadores de Deficiência de Hong Kong (Arts with the Disabled Association Hong Kong) explicaram e demonstraram o conteúdo do curso aos formandos, bem como orientaram actividades experienciais, incluindo técnicas de comunicação com pessoas portadoras de deficiências auditivas e visuais, arte e acesso a arte para portadores de dificiência. Durante o curso de formação, o director de serviços da Cáritas de Macau, Philip Yuen, falou sobre os serviços sociais prestados em Macau para os indivíduos portadores de deficiência.
 
A directora da DST referiu na ocasião que esta é a primeira vez que a DST organiza um curso de formação interna deste género, assinalando que a RAEM está a promover o “Planeamento dos Serviços de Reabilitação da Região Administrativa Especial de Macau para o Próximo Decénio (2016–2025)”, e que as “Normas arquitectónicas para a concepção de design universal e livre de barreiras na RAEM” foram divulgadas no início deste ano. Maria Helena de Senna Fernandes disse esperar que os funcionários da DST ajustem a sua mentalidade e atitude no trabalho para elevar a sensibilidade sobre este assunto. Enquanto cidade turística internacional, Macau pretende melhorar as suas instalações e serviços de turismo, para facilitar a visita e a participação em actividades de indivíduos portadores de deficiência em diferentes locais da cidade. No futuro, a DST continuará a cooperar com outros serviços e entidades para reforçar os trabalhos de aperfeiçoamento do ambiente sem barreiras.
 
A DST está empenhada em criar um ambiente turístico de qualidade e sem barreiras para os visitantes. Um dos planos de acção apresentado no “Plano Geral do Desenvolvimento da Indústria do Turismo de Macau” é melhorar o ambiente pedonal, incluindo a construção de acessos sem obstáculos, melhorando a ligação dos acessos pedonais. As instalações turísticas sob a alçada da DST estão integradas na concepção de design universal e livre de barreiras, nomeadamente os balcões de Informações Turísticas da DST, o Museu Temático do Grande Prémio de Macau, cuja remodelação estará concluída no final do próximo ano, entre outras, disponibilizando um ambiente sem barreiras aos indivíduos com necessidades especiais. Por outro lado, o “Programa de Avaliação de Serviços Turísticos de Qualidade” implementado pela DST, também abrange critérios de avaliação sobre instalações sem barreiras, para incentivar a indústria a promover em conjunto um ambiente de turismo livre de barreiras e construir um ambiente de trabalho inclusivo para indivíduos com e sem deficiência.
 
Série de workshops “Mentores Célebres”
A DST encoraja os operadores de venda a retalho de Macau a participarem activamente em cursos de formação, a usar ideias inovadoras e introduzir novas tecnologias para enriquecer e optimizar a experiência de compras dos clientes, promovendo em conjunto serviços de turismo de qualidade, e consolidando a imagem de Macau enquanto cidade turística internacional. Na sequência do primeiro workshop da série “Mentores Célebres” realizado em Outubro, a DST organizou uma vez mais em conjunto com a Academia de Venda a Retalho da Sands um segundo workshop da mesma série “Mentalidade do Vendedor e do Consumidor”, destinado aos operadores de venda a retalho de Macau.
 
Para este segundo workshop foi convidado como orador Brian Cha, influente figura das redes sociais, para abordar e partilhar a sua perspectiva sobre as mais recentes práticas de vendas para aumentar o desempenho no mercado, internacionalização e uso das técnicas psicológicas em vendas, tendo atraído a participação de mais de 100 profissionais do sector de venda a retalho, incluindo de diferentes estabelecimentos de comércio de zonas comunitárias e de grandes centros comerciais.
 
Os resultados do Inquérito às Despesas dos Visitantes de Macau há muitos anos que mostram que entre mais de 40 por cento a perto de 50 por cento dos gastos dos visitantes são em compras. Segundo os resultados do inquérito às despesas dos visitantes referente ao terceiro trimestre de 2018, os visitantes despenderam essencialmente em compras (50,3 por cento), alojamento (24,2 por cento) e alimentação (18,2 por cento). De acordo com os comentários dos visitantes no terceiro trimestre, o grau de satisfação com os serviços das lojas (82,2 por cento) cresceram 2,2 pontos percentuais.
 
Brian Cha é um dos mais influentes oradores e formadores de venda a retalho de Hong Kong. O também empresário, já foi convidado por muitas empresas de renome como orador e para dar formação às equipas das companhias na área de venda a retalho.
 
O Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST apoia a indústria turística e sectores relacionados na organização de cursos, seminários e workshops de formação vocacionados para profissionais do ramo. As iniciativas pretendem promover a melhoria contínua da qualidade dos serviços e aumentar o nível profissional dos trabalhadores de turismo, para lidar com mercados de visitantes cada vez mais diversificados e internacionais, em sintonia com o objectivo de transformar Macau num centro mundial de turismo e lazer.
Actualizada: 28/11/2018