Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2018 -12 -04 [Voltar]
3.° Festival Internacional de Cinema e Cerimónia de Entrega de Prémios.Macau abre o pano no sábado apresentando filmes notáveis de todo o mundo (Fonte: Comissão Organizadora do Festival Internacional de Cinema e Cerimónia de Entrega de Prémios.Macau)

O 3.° Festival Internacional de Cinema e Cerimónia de Entrega de Prémios.Macau (International Film Festival & Awards.Macao - IFFAM) abrirá o pano no sábado (8 de Dezembro), prosseguindo com o tema “Novas Vias para o Mundo dos Filmes”, apresentando um programa com mais de 50 películas de grande qualidade, a par com 14 trabalhos locais. Os filmes são exibidos ao público ao longo de sete dias, de 8 a 14 de Dezembro, no Centro Cultural de Macau, no Centro de Convenções e Entretenimento da Torre de Macau, e na Cinemateca.Paixão.

Risos e lágrimas no filme de abertura “Green Book”
“Green Book” (Estados Unidos da América) abrirá o pano do 3.° IFFAM. O director artístico do IFFAM, Mike Goodridge, considera “Green Book” um filme com potencial para os Óscares, referindo que, é um filme que entretém e comove. “Green Book” conta a história de uma tournée nos Estados Unidos, na década de 1960, envolvendo um pianista negro e um ítalo-americano, numa história de amizade que trespassa as questões de lutas raciais da altura. “Green Book” ganhou o Prémio de Escolha do Público no Festival Internacional de Cinema de Toronto deste ano.

Filme de encerramento “Shadow” como uma pintura de tinta da China
“Shadow” do realizador Zhang Yimou é o filme de encerramento do IFFAM deste ano. O filme, inspirado no clássico de Zhu Sujin, “Três Reinos: Jingzhou”, é uma reinterpretação da história épica da cidade de Jingzhou durante o período dos Três Reinos. O filme, que conta com vários actores chineses de topo, usa um estilo inspirado na técnica de pintura com tinta da China, e é basicamente a preto e branco. “Shadow” foi seleccionado para a secção Fora de Competição na 75.ª edição do Festival de Cinema de Veneza, para a secção de Gala do Festival Internacional de Cinema de Toronto 2018 e para a secção de Competição do Festival de Cinema de Londres 2018.

Filmes notáveis de todo mundo e locais
O festival de cinema deste ano terá 54 filmes oriundos de 27 países e regiões do mundo para mostrar ao público nas diferentes secções do festival: Competição, Gala, Adagas Voadoras, Melhor dos Festivais, Escolha do Realizador, Apresentações Especiais, Novo Cinema Chinês, entre outros. Por outro lado, também serão exibidos 14 trabalhos em destaque do projecto “Macau – O Poder da Imagem”.

Secção de Competição apresenta novos cenários do mundo dos filmes
Enquanto festival de cinema novo, o IFFAM pretende possibilitiar a novos realizadores e actores divulgarem as suas novas ideias. A secção de Competição deste ano continua a oferecer oportunidades para jovens realizadores para apresentarem novos cenários e abrirem novas avenidas no mundo dos filmes. Este ano a Competição conta com 11 filmes finalistas, todos realizadores que dirigem a sua primeira ou segunda longa-metragem, a maior parte dos quais jovens e novos realizadores, incluindo três do sexo feminino. Os filmes oriundos da Europa, América Central, América do Sul e Ásia cobrem uma variedade de temas e dimensão dramática notável. As obras vindas da Ásia são “Suburban Birds”, “Jesus”, “Clean up” e “The Man Who Feels No Pain”.

Os filmes finalistas da Competição são: “School's Out”, “The Guilty”, “Clean up”, “The Good Girls”, “Ága”, “Scarborough”, “Suburban Birds”, “White Blood”, “All Good”, “Jesus” e “The Man Who Feels No Pain”.

A composição do júri da secção de Competição do IFFAM deste ano integra figuras de destaque no mundo cinematográfico, contando com o realizador de renome, Chen Kaige, como presidente. Chen Kaige permanece até hoje o único realizador chinês que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cinema de Cannes. Outros membros do júri são: a realizadora e produtora galardoada com o prémio de melhor realizadora de Hong Kong, Mabel Cheung, o produtor e realizador australiano, Paul Currie, a actriz indiana, Tillotama Shome, e o realizador de cinema bósnio premiado com um Óscar, Danis Tanović.

Os filmes que integram a secção de Competição do IFFAM competirão para Prémio Especial do Júri, prémios de Melhor Novo Actor ou Nova Actriz, Melhor Argumento, Melhor Contribuição Técnica, Melhor Actriz, Melhor Actor, Melhor Realizador, Melhor Filme, e Prémio do Público de Macau (escolhido pelos espectadores).

Novo Cinema Chinês co-organizado com a revista de cinema “Screen International”
A Comissão Organizadora do IFFAM e a “Screen International”, principal revista de cinema do Reino Unido, co-organizaram uma nova secção de competição este ano – Novo Cinema Chinês, em mais um passo para enriquecer o programa de cinema chinês do IFFAM. Os seis filmes seleccionados incluem obras dos dois lados do estreito, bem como da Malásia.

Os filmes do Novo Cinema Chinês são: “Baby”, “The Pluto Moment”, “Fly By Night”, “Xiao Mei”, “Up The Mountain” e “Dear Ex”. À excepção de “Fly By Night”, da Malásia, que é falado em mandarim, cantonês e indonésio, todos os outros decorrem em mandarim. Todas estas obras singulares, de entretenimento competirão para o melhor filme do Novo Cinema Chinês. O realizador de Hong Kong, Shu Kei, o crítico de cinema britânico, Nick James, e a editora e crítica de cinema australiana, Stephanie Bunbury, constituem o júri da nova secção.

“Macau” no grande ecrã
Com o ambiente de mistura única das culturas orientais e ocidentais e o Centro Histórico de Macau, a cidade já se tornou numa escolha para pano de fundo de equipas de produção de regiões vizinhas e mesmo internacionais. O festival de cinema deste ano também contará com longas metragens filmadas em Macau: “Nobody Nose”, com Gordon Lam no principal papel, adaptado de uma história de três escritores locais, repleto de sabor local. O “Hotel Império” protagonizado no papel masculino pelo embaixador-estrela do 1.° IFFAM, Rhydian Vaughan, é um filme dirigido por um realizador português com base em Macau. Os dois filmes serão exibidos nas secções de Gala e de Apresentações Especiais.

Gala na passadeira vermelha
Este ano, foram escolhidos quatro filmes populares para os cinéfilos. As equipas de produção dos filmes vão passar pela passadeira vermelha do festival de cinema e entrar em contacto de perto com o público. Os quatro filmes são: “Old Boys”, “Nobody Nose”, “The Favourite”, “Aruna & Her Palate”. Entre as ecolhas, “Aruna & Her Palate” é um filme que oferece uma viagem gastronómica.

Adagas Voadoras com temas diversos
As Adagas Voadoras desta edição do IFFAM introduzem mais uma vez uma série de filmes internacionais distintos para serem exibidos fora de competição: “Tumbbad”, “Diamantino”, “BuyBust”, “Mandy” protagonizado por Nicolas Cage embaixador-estrela do IFFAM deste ano, “In Fabric” e “The Witch Part 1. The Subversion”.

Melhor dos Festivais com filmes premiados
Melhor dos Festivais serão apresentadas obras que estrearam ou foram premiadas este ano nos principais festivais internacionais de cinema, entre os quais “Roma”, que estreou em Agosto no Festival Internacional de Cinema de Veneza, vencendo o Leão de Ouro, e “U-July 22” que competiu no Festival Internacional de Cinema de Berlim deste ano. Outros filmes a não perder incluem: “Loro”, “Papi Chulo”, “Happy New Year, Colin Burstead”, “Cobain”, “Manta Ray”, “Close Enemies” e “The Sisters Brothers”.

Escolha do Realizador traz filmes que marcam
Seis realizadores de peso recomendam este ano seis filmes que os inspiraram, merecedores da apreciação dos espectadores: “An Autumn Afternoon”, “Era uma Vez na América”, “The Truman Show”, “Hard Boiled”, um filme muito conhecido pelo público de Hong Kong e Macau, “Bandit Queen” e “Lawrence da Arábia”.

Escolha cuidada para as Apresentações Especiais
As escolhas do director artístico e do presidente do júri do IFFAM para as Apresentações Especiais recaíram sobre os filmes: “Sink or Swim”, “Default, The Outsiders”, “Caught in the Web”, “Journey To The West The Demons Strike Back”, “212 Warrior” e “Suspiria”; para a Apresentação Especial de Macau: “Hotel Império”; para a Apresentação Especial do 21.° Festival Internacional de Cinema de Xangai “Lost, Found”; e a Apresentação Especial de Hollywood: “Mary Queen of Scots”.

Criações locais trazidas por “Macau – O Poder da Imagem
O festival de cinema continuará a apoiar “Macau – O Poder da Imagem”, organizado pelo Instituto Cultural, proporcionando uma plataforma para exibição de trabalhos criativos locais. Este ano serão exibidos 14 trabalhos de produção local do projecto no festival de cinema. Cinco profissionais da indústria cinematográfica foram ainda convidados para constituir um júri para escolher o melhor trabalho. As obras incluem animações, documentários e curtas-metragens, alguns próximos e ligados ao imaginário das gentes de Macau, convidando-se o público a participar e apoiar as produções locais.

Actriz em foco – Yao Chen
A famosa actriz do Interior da China, Yao Chen, é a Actriz em Foco desta edição do IFFAM. O director artístico do festival, Mike Goodridge, referiu que Yao Chen é uma excelente actriz que se destacou dentro e fora do grande ecrã, cujo talento e versatilidade foram plenamente demonstrados em muitos filmes. Durante o festival serão exibidos três filmes protagonizados por Yao Chen: “Caught In The Web”, “Journey To The West: The Demons Strike Back” e “Lost, Found”. Por outro lado, será realizada uma “Conversa com Yao Chen” no dia 10 de Dezembro, conduzida pela produtora e distribuidora cinematográfica de Hong Kong, Nansun Shi, para troca de ideias acerca da criação das personagens, artes performativas, entre outros aspectos.

A passadeira vermelha da abertura do 3.º IFFAM será transmitida em directo no Facebook: https://www.facebook.com/IFFAMACAO/

Mais detalhes sobre o 3.° IFFAM em: http://www.iffamacao.com/
Actualizada: 04/12/2018