Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2019 -03 -25 [Voltar]
Chefes célebres reunidos em Macau debatem sustentabilidade e ingredientes vitais para um restaurante nas 50MelhoresConversas


Equipa liderada por Zaiyu Hasegawa, chefe-dono do restaurante número dois da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia em 2018, explica como é que adicionam humor e surpresas à sua cozinha refinada

Melhor Chefe da Ásia em 2019, Garima Arora, fala sobre especiarias com forte personalidade individual

Chefes de topo falam sobre as práticas para a melhoria da sustentabilidade da operação dos seus restaurantes

Chefe Richard Ekkebus do Amber, em Hong Kong, número sete da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia em 2018, conduz sessão educativa na MUST
Na véspera da tão aguardada divulgação da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia em 2019 (Asia’s 50 Best Restaurants 2019) e cerimónia de entrega de prémios que terá lugar amanhã à noite (dia 26), chefes visitantes de restaurantes de renome de toda a Ásia participaram numa sessão esta manhã que colocou na mesa o debate de práticas sustentáveis e os elementos chave para o sucesso de um restaurante. Estudantes de artes culinárias de Macau também tiveram a oportunidade de aprender com um dos melhores no ramo numa sessão educativa realizada durante a tarde.

Ingredientes por detrás do sucesso de um restaurante
Alguns dos chefes-estrela actualmente em Macau para a cerimónia de entrega de prémios falaram esta manhã nas 50MelhoresConversas (50BestTalks), decorridas no Wynn Macau. A sessão apresentou uma conferência e demonstração gastronómica, decorrida sob o tema “Ingredientes Vitais”, com chefes galardoados ou de estabelecimentos da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia a revelarem os seus ingredientes de sucesso e a apresentarem algumas das suas iguarias emblemáticas. O alinhamento dos chefes incluiu o japonês Zaiyu Hasegawa, do restaurante Den, em Tóquio, segundo na lista dos Melhores Restaurantes da Ásia de 2018, que acredita que a alma é o principal ingrediente e demonstrou como é que a sua equipa adiciona elementos de humor na alta cozinha. A Melhor Chefe da Ásia deste ano, a Indiana Garima Arora, a viver em Banguecoque, foi outra das convidadas, identificando as especiarias como o seu elemento chave, enquanto o chefe pasteleiro italiano a viver em Tóquio, Fabrizio Fiorani, abordou o seu mundo em torno do açúcar, entre outras apresentações.

Um painel de debate seguiu-se no menu das 50MelhoresConversas com líderes da indústria de diferentes partes do mundo a falar sobre diferentes formas para melhorar as práticas de sustentabilidade na área da restauração. Entre o leque de oradores, figurou a chefe premiada Bo Songvisava, respeitada tanto pela sua refinada cozinha tailandesa como pelo compromisso assumido em operar um restaurante com uma pegada de carbono zero, a par com Rodolfo Guzmán, um dos mais respeitados chefes do Chile e uma das vozes de liderança em sustentabilidade e ética na cozinha da América Latina. A conversa também contou com o chefe japonês Shinobu Namae, cujo restaurante L’Effervescence em Tóquio, foi galardoado com o inaugural Prémio do Restaurante Sustentável na Ásia em 2018, pelo respeito pelo ambiente, frescura e recursos naturais mostrado na sua cozinha.

Sessão educativa sobre reinvenção da restauração
À tarde, os 50 Melhores Restaurantes da Ásia estiveram na Universidade de Ciência e Tecnologia de Macau (MUST, na sigla inglesa) para conduzir uma sessão educativa para cerca de 50 estudantes do curso de Gestão de Restauração e Bebidas. O orador convidado foi o chefe Richard Ekkebus, director culinário do Amber, em Hong Kong, restaurante número sete da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia em 2018, que falou sobre a sua experiência e abordagem usada por ele e a sua equipa na reinvenção do restaurante, actualmente em fase de renovação. O chefe nascido na Holanda conversou e respondeu às perguntas dos alunos da MUST, partilhando a sua experiência internacional, influências e conselhos, encorajando os alunos a seguirem os seus sonhos, e falando sobre o processo de inovação do menu, interior, estilo de serviço, práticas sustentáveis e inspiração do restaurante que dirige.

Mais logo, os chefes e donos de restaurantes têm a noite reservada para uma Festa para Chefes (Chefs’Feast), na Pousada de Coloane, para contactos entre si e com parceiros locais. O menu do jantar-encontro para os melhores chefes da Ásia incluirá pratos macaenses.

Lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia desvendada amanhã
Amanhã de manhã, chefes oriundos de várias partes da Ásia terão ainda oportunidade de confeccionar alguns dos doces populares da cidade em workshops para preparar bolachas de amêndoa e pastéis de nata, seguidos de uma visita a atracções gastronómicas na Vila da Taipa.

À noite, a comunidade culinária asiática irá reunir-se no Wynn Palace para o evento de gala onde será anunciado o ranking deste ano dos cinquenta mais influentes restaurantes da Ásia e serão entregues vários prémios individuais. Chefes e proprietários de estabelecimentos de restauração, críticos gastronómicos de Macau e outros destinos de toda a Ásia estarão presentes na ocasião.

Organizada pela William Reed Business Media com o apoio da Direcção dos Serviços de Turismo, o acolhimento da cerimónia de divulgação da lista e entrega de prémios do famoso galardão de restauração pelo segundo ano consecutivo em Macau providenciará a oportunidade à cidade para interagir uma vez mais com alguns dos melhores chefes da região, dar a conhecer o destino, o dinâmico sector da restauração local e desenvolvimentos enquanto Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia.


A cerimónia de divulgação da lista dos 50 Melhores Restaurantes da Ásia terá transmissão em directo (via Facebook), dia 26 de Março, a partir das 20h45, em: https://www.facebook.com/Asias50BestRestaurants/
Actualizada: 25/03/2019