Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2019 -04 -26 [Voltar]
7.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau abre hoje o pano – Papel de plataforma valorizado pelos expositores de várias partes do mundo


7.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau abre o pano

Directora da DST dá as boas-vindas aos operadores de várias partes do mundo

Convidados de honra em frente ao expositor de “Beautiful China”

Pavilhão de “Celebrações do 20.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM” entre os destaques da Expo de Turismo

Bem-vindos aos pavilhões do Japão e da Tailândia com conteúdo rico e diversificado

Bem-vindos aos pavilhões do Japão e da Tailândia com conteúdo rico e diversificado

Dirigentes das autoridades de turismo das três regiões no expositor de Guangdong, Hong Kong e Macau

Sorteio “Mak Mak leva-o a viajar” nos dias abertos ao público
Com apoio do Ministério da Cultura e Turismo da China, a organização da Direcção dos Serviços de Turismo (DST) e a coordenação da Associação das Agências de Viagens de Macau, a 7.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau, abriu esta manhã (dia 26) na Cotai Expo do Venetian Macao. A decorrer entre 26 e 28 de Abril, a 7.ª Expo de Turismo é a maior de sempre, dobrando a área de exposição do ano passado, atingindo os 22.000 metros quadrados, e aumentando o número de expositores para 835. A área de vários expositores também aumentou, incluindo a do Pavilhão do Japão apresentado pela Organização Nacional de Turismo do Japão, e a do Pavilhão da Tailândia repleto de costumes subtropicais, numa mostra do reconhecimento e valorização do papel de plataforma da Expo de Turismo pelos expositores de todo o mundo. O evento deste ano abarca sete destaques: “Celebrações do 20.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM”, enfatizar o papel de Macau na iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota” e na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, plataforma de intercâmbio entre a China e os Países de Língua Portuguesa, exploração de gastronomia e desenvolvimento sustentável, apresentação pela primeira vez de experiências interactivas de integração de cultura e turismo; este ano, a entidade organizadora estabeleceu ainda um sistema de marcação prévia para facilitar bolsas de contactos.

Os convidados de honra da cerimónia de abertura do evento incluíram o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Alexis Tam; o Subdirector do Gabinete de Ligação do Governo Popular Central na RAEM, Yao Jian; o Comissário Adjunto do Ministério dos Negócios Estrangeiros da República Popular da China na RAEM, Yuan Hengge; o Presidente do China Tourism Group Ltd., Du Jiang; o Inspector do Gabinete para os Assuntos de Hong Kong, Macau e Taiwan do Ministério da Cultura e Turismo da República Popular da China, Man Hongwei; a Secretária-Geral do Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), Xu Yingzhen; a Directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes; o Presidente da Associação das Agências de Viagens de Macau, Alex Lao, entre outros. Compareceram também na cerimónia de abertura 16 cônsules e representantes de Consulados e Embaixadas em Hong Kong e Macau, e Guangzhou de vários países.

Num discurso durante a cerimónia de abertura, a directora da DST referiu que, com o apoio a Macau para criar mais feiras de marca de relevo a nível internacional, constante nas “Linhas Gerais do Planeamento para o Desenvolvimento da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau”, a Expo de Turismo irá continuar o seu trajecto para forjar uma feira de turismo internacional de “marca de Macau”, permitindo aos participantes expandir cooperações intersectoriais, interindustriais e interregionais ao nível do turismo, alcançando um maior reconhecimento e influência a nível internacional, e apoiando os esforços de Macau para se transformar num centro mundial de turismo e lazer.

Dobro da área na maior expo de sempre
A Expo de Turismo expandiu a área para o dobro do ano passado, com um total de 22.000 metros quadrados este ano. O número de expositores aumentou para 835, num total de 452 empresas e entidades de turismo participantes, oriundas de 53 países e regiões, incluindo agências de viagens, entidades e empresas relacionadas com o turismo na Ásia, Europa, América, África e Oceania, incluindo administrações de turismo do Japão, da Tailândia, da Jordânia, da República Checa, de Niue, entre outras, naquela que é a edição da expo com a maior escala de sempre. Entre os expositores participantes, 74 são oriundos de 11 cidades da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, 35 são de países e regiões ao longo de “Uma Faixa, Uma Rota”, oito são de países de língua portuguesa e 32 de autoridades do turismo de províncias e cidades do Interior da China.

A fim de melhor optimizar o planeamento e rentabilizar o uso das instalações físicas da exposição, a área de exposição foi ampliada e os expositores podem realizar bolsas de contacto no local da exposição, facilitando e aumentando a eficiência do espaço. Por outro lado, a DST organizou hoje (dia 26) “Bolsas de Contacto para a Indústria do Turismo” na Expo, a fim de incentivar a participação da indústria turística de Macau e procura de oportunidades de negócios.

Sete destaques para mostrar as vantagens globais da Expo de Turismo
Com a Expo de Turismo a decorrer neste ano de dupla celebração, o evento abarca sete pontos de destaque que evidenciam as vantagens e características de Macau, com base no que tem sido feito anteriormente, houve um esforço maior para optimizar e inovar o certame:
(1) Pavilhão de “Celebrações do 20.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM”: Em sete capítulos, o pavilhão mostra o enriquecimento contínuo dos recursos e produtos do turismo de Macau, nas diferentes vertentes e em várias perspectivas, sob o sucesso da prática do princípio “Um País, Dois Sistemas”, divulgando ainda a imagem colorida da cidade turística e o empenho em transformar Macau num centro mundial de turismo e lazer;
(2) Promoção de Parcerias de Turismo da Iniciativa “Uma Faixa, Uma Rota”: O Pavilhão Uma Faixa, Uma Rota tem uma área de cerca de 1.000 metros quadrados, e conta com cerca de 130 entidades e empresas de turismo expositoras oriundas de cerca de 35 países integrados na iniciativa que irão discutir e aprofundar a cooperação no âmbito da diversificação de produtos turísticos ao longo de “Uma Faixa, Uma Rota”;
(3) Desenvolvimento de Itinerários Multi-Destinos na Grande Baía: O Pavilhão Grande Baía fornece as mais recentes informações sobre turismo multi-destinos na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau. O pavilhão inclui as Ruas de Zhongshan, de Guangzhou e de Zhuhai, com venda de produtos culturais e turísticos. Durante a Expo de Turismo, a DST organiza ainda uma visita de familiarização para operadores turísticos da Malásia, da Indonésia, da Tailândia, de Singapura, das Filipinas, Portugal, dos Estados Unidos e da região de Taiwan para realizarem um itinerário multi-destinos a Guangzhou, Zhaoqing, Jiangmen, Macau e Hong Kong. Durante a expo terão também lugar duas palestras organizadas pela Aliança para Impulsionar a Construção de uma Base de Educação e Formação Turística da Grande Baía de Guangdong-Hong Kong-Macau, sob o tema “Intercâmbio com Directores Executivos sobre Atracções da Grande Baía” e “Construindo Carreiras de Sucesso na Grande Baía”;
(4) Plataforma de Intercâmbio entre a China e os Países de Língua Portuguesa: O Pavilhão da China e dos Países de Língua Portuguesa aprofunda o intercâmbio de turismo cultural sino-lusófono através de mostra de produtos dos países de língua portuguesa, de apresentação da cerimónia do chá chinesa, entre outros. Será ainda realizada uma “Sessão de Apresentação dos Produtos Turísticos de Países de Língua Portuguesa”, organizada pela DST em conjunto com o Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Macau), para apresentar as atracções, os recursos e os produtos turísticos de Portugal, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor Leste, para promover o intercâmbio e cooperação no domínio do turismo;
(5) Exploração de Gastronomia e Desenvolvimento Sustentável: Numa co-organização com a National Geographic, será realizada durante o evento uma sessão educacional intitulada “A Grande Jornada Gastronómica Verde” que abordará o desenvolvimento sustentável da gastronomia;
(6) Reforço de Interacção e Integração da Cultura e Turismo: O Pavilhão Cultural e Criativo das indústrias culturais e criativas, amplia o valor agregado do turismo cultural por meio da integração orgânica da cultura, artesanato, gastronomia e criatividade;
(7) Estabelecimento do Sistema de Marcação Prévia para Facilitar Bolsas de Contacto: O sistema de marcação prévia é apresentado pela primeira vez. Os expositores e compradores fazem marcação prévia no sistema antes de virem para Macau, para facilitar a realização de bolsas de contacto. O sistema gera automaticamente a agenda de encontros, procurando-se conseguir contactos mais direccionados.

Pavilhão do Japão com com forte alinhamento
O Pavilhão do Japão, com uma área de 360 metros quadrados, é estabelecido pela Organização Nacional de Turismo do Japão em conjunto com nove prefeituras do Japão- Tottori, Tochigi, Fukuoka, Nagano, Saga, Nagasaki, Miyazaki, Kumamoto e Kagoshima. Estão presentes na promoção representantes do governo das prefeituras e das cidades, das agências de turismo locais, das agências de viagens, dos pontos turísticos e dos hotéis. Um total de 21 expositores vieram a Macau para atrair clientes. O Pavilhão do Japão organiza uma série de actividades características, como: interacção com a mascote Kumamon, apresentações de dança tradicional japonesa, interpretação do instrumento musical tradicional japonês shamisen, promoção do Japão pela blogger de viagem de Hong Kong, May Lam, palestra de viagem conduzida pela apresentadora de programa de televisão do ViuTV, Po Yan, degustação de especialidades de vários locais japoneses, entre outros.

Pavilhão da Tailândia atrai visitantes
Este ano, o Pavilhão da Tailândia também expandiu a sua área. A Autoridade do Turismo da Tailândia, em conjunto com 16 expositores de Banguecoque, Changwat Chiang Mai, Changwat Chon Buri e Changwat Trat apresentam uma série de atracções turísticas de renome, hotéis e produtos. Durante a Expo de Turismo, o Pavilhão da Tailândia será animado com massagens, petiscos tailandeses e requintados artesanatos tailandeses. Roger Wu, grande conhecedor da Tailândia, e a artista tailandesa, Phakkasupat Pecharawiwat Aomzaa, também comparecerão para uma apresentação promocional da Tailândia.

Pavilhão Cultural e Criativo proporciona experiências interactivas
Para gerar o envolvimento dos participantes em actividades culturais e criativas, este ano, a Expo de Turismo adiciona 12 temas, com um total de 16 actividades culturais e criativas de interacção para pais e filhos ou jovens: Workshop de Pintura de Azulejos Portugueses DIY, Workshop de Grânulos Mágicos “Viscoso” com Névoa de Água, “Visitar Património Mundial” - Workshop de Modelos de Património Mundial com Peças de Blocos, Workshop de Copos Ecológicos Portáteis, Workshop de Bolsa Mensageiro de Couro, Workshop de Escultura em Geleia Vegetariana, Workshop de Doces de Sushi, Workshop de Arte Decoupage em Loiça, Os Melhores de Macau - Workshop de Missangas, Workshop com Flores Preservadas • Letra Luminosa, Os Melhores de Macau - Workshop de Blocos, e Workshop de Chapeuzinho. Os interessados podem inscrever-se na página electrónica da Expo de Turismo, e caso ainda existirem vagas disponíveis será possível realizar a inscrição no local do evento.

Entrada livre até às 20h00 nos dias abertos ao público
A 7.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau decorre das 09h00 às 18h00, no dia 26 de Abril (destinado exclusivamente a visitantes profissionais), e das 10h00 às 20h00, nos dias 27 e 28 de Abril (destinado ao público em geral). Devido à popularidade da Expo no ano passado, este ano o horário de abertura para o público, nos dias 27 e 28, foi prolongado pela organização, passando das 18h00 para as 20h00. Os bilhetes de entrada são distribuídos gratuitamente ao público na entrada do Hall D da Cotai Expo, do Venetian Macao. Durante a Expo de Turismo disponibiliza-se estacionamento grátis no Hall C da Cotai Expo, do Venetian Macao, aos residentes que se desloquem de carro, bem como haverá quatro carreiras de ligação de autocarro grátis entre Macau, Taipa e o local do evento.

Dois sorteios que oferecem bilhetes de avião e alojamento em hotéis
Este ano, a organização dinamizou as actividades “Mak Mak leva-o a viajar” e “Grande Sorteio”, no dia aberto ao público. No primeiro passatempo, os participantes apenas têm de comprar produtos de viagem no valor total de MOP300 ou mais, tirar fotografias no Pavilhão de “Celebrações do 20.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM” e partilhar nas redes sociais, para obter um cartão de viagem de Mak Mak para participar no sorteio “Mak Mak leva-o a viajar”, habilitando-se a ganhar 200 bilhetes de avião de ida e volta de Macau para destinos designados, oferecidos pela Air Macau. Por outro lado, o público pode ainda preencher o picotado para sorteio no bilhete de entrada, que conta com prémios fabulosos, como bilhetes de avião, alojamento em hotéis, produtos digitais, entre outros.

As entidades co-organizadoras da Expo de Turismo incluem o Instituto Cultural, o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, a Associação Comercial de Macau, a União Geral das Associações dos Moradores de Macau, a Federação das Associações dos Operários de Macau, a Associação Geral das Mulheres de Macau, a Associação Geral dos Chineses Ultramarinos de Macau, a Associação das Agências de Turismo de Macau e a Associação de Indústria Turística de Macau.

Mais informações disponíveis na página electrónica da 7.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau: www.mitexpo.mo
Actualizada: 26/04/2019