Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2019 -04 -29 [Voltar]
DST reforça inspecções conjuntas nos postos fronteiriços e pontos de atracção turística durante festivais e feriados e combate casos suspeitos de guias turísticos ilegais


Reforço do trabalho de inspecções conjuntas antes dos feriados pelo Dia do Trabalhador

Reforço do trabalho de inspecções conjuntas antes dos feriados pelo Dia do Trabalhador

Reforço do trabalho de inspecções conjuntas antes dos feriados pelo Dia do Trabalhador
Para reforço da supervisão da indústria e em preparação para os feriados pelo Dia do Trabalhador, antes e durante os feriados do 1 de Maio no Interior da China, em acções conjuntas com o Corpo de Polícia de Segurança Pública (CPSP) e a Direcção dos Serviços para os Assuntos Laborais (DSAL), a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) está a efectuar inspecções específicas conjuntas e a enviar inspectores à paisana para fortalecer o trabalho de inspecção nos postos fronteiriços e nos pontos de atracção turística, combater casos suspeitos de guias turísticos ilegais, em cumprimento dos seus deveres de supervisão da indústria turística, para garantir o seu funcionamento ordenado, proteger os direitos e interesses dos visitantes, preservando a boa imagem do turismo da cidade.

Tendo em conta que os feriados e as semanas douradas atraem sempre mais visitantes oriundos do Interior da China a Macau em passeio ou compras, incluindo em excursões, fazendo com que o fluxo de pessoas em vários postos fronteiriços e atracções turísticas mais procuradas também aumente. Por este motivo, a DST está a reforçar a distribuição de inspectores, destacando inspectores da DST à paisana em diferentes horários durante os feriados pelo Dia do Trabalho para realizar inspecções e monitorizações nos principais postos fronteiriços e pontos de atracção turística. Por outro lado, a DST, em conjunto com o CPSP e a DSAL, está a efectuar inspecções alvo conjuntas.

Desde a entrada em funcionamento da Ponte Hong Kong-Zhuhai-Macau em 24 de Outubro do ano passado, tendo recebido queixas sobre a existência de “guias turísticos ilegais” nas Portas do Cerco, com a Comissão de Acompanhamento para os Assuntos da Administração Pública da Assembleia Legislativa a expressar também a sua opinião sobre a questão relevante, a DST atribui grande importância ao assunto. A DST já realizou 618 inspecções referentes a queixas relativas à existência de guias turísticos ilegais, incluindo 23 inspecções conjuntas com o CPSP e a DSAL. De salientar que todas as sanções administrativas necessitam de passar por trâmites de obtenção de provas, e no caso das autoridades competentes descobrirem visitantes envolvidos em actividades inconsistentes com a sua condição de curta permanência, serão imediatamente tomadas acções para acompanhamento dos casos e os infractores severamente punidos.

No ano passado, Macau recebeu mais de 8,7 milhões de visitantes integrados em excursões, registando um crescimento anual de 10,5 por cento, entre os quais a cima de 6,83 milhões visitantes de excursões do Interior da China, num aumento de 8,6 por cento. Nos primeiros dois meses deste ano, registou-se um aumento de 8,2 por cento dos visitantes em excursões, com visitantes em excursões do Interior da China a marcarem um aumento de 5,8 por cento.

Actualmente, Macau conta com cerca de 1.940 guias turísticos licenciados.

Por outro lado, durante os feriados pelo Dia do Trabalhador, os inspectores da DST prestam serviço em regime de retenção 24 horas para a Linha de Apoio ao Turista, para garantir uma resposta rápida às solicitações, bem como realizam acções de combate, em conjunto com a Polícia de Segurança Pública, contra a prestação ilegal de alojamento.
Actualizada: 29/04/2019