Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Pessoas e Amizades de Macau PDF Imprimir



2014 -10 -13 [Voltar]
Nos bastidores do GPM: Unidos em prole do sucesso das corridas

Espírito de equipa é o mote do Grande Prémio de Macau (GPM). A organização do evento envolve vários departamentos, que trabalham em conjunto com um só objectivo em mente: que as corridas sejam memoráveis.

Na ribalta são os pilotos que aparecem, a dar o seu melhor na luta pelo pódio no exigente Circuito da Guia, enquanto nos bastidores estão uma série de trabalhadores anónimos - os oficiais de pista - que trabalham em conjunto, sem reservas, para assegurar o sucesso das corridas.

Cada vez que há um acidente durante as corridas são os oficiais de pista aqueles que se vêem a dirigirem-se imediatamente ao local para permitir que os outros carros passem em segurança e que as corridas sejam retomadas o mais rápido possível. A equipa dos oficiais de pista inclui pessoal responsável pela manobra das gruas e condução dos reboques para remover os carros acidentados, de limpeza da pista dos destroços e do óleo dos acidentes, entre outros.

Leng Leung Ching participa nos trabalhos do GPM há vinte anos, começou como manobrador de grua, e hoje é chefe do grupo de oficiais de pista responsáveis pela remoção de carros do circuito em cada acidente para desimpedir a pista. Ele é o cérebro e os olhos do grupo. Durante as corridas está sentado na Torre de Controlo, com os olhos fixados nos ecrãs dos televisores a seguir o que acontece na pista a par e passo. Mal tem lugar um acidente, dá imediatamente ordens aos oficiais destacados ao longo das barreiras de protecção para reportarem os detalhes da localização e número de carros envolvidos, para fazer a distribuição de tarefas, a fim de desimpedir a pista o mais rápido possível.

O maior desafio é conseguir fazer a avaliação correcta do número de recursos e pessoal necessário para desimpedir a pista com celeridade. Gente a mais no local prejudica o desempenho. E a rapidez da operação é crucial. Os acidentes deixam os pilotos desolados, e os oficiais de pista sabem que se os carros forem entregues às boxes com rapidez ainda há esperança de poderem ser concertados e retomarem as corridas.

Pang Ting Hung, que integra os trabalhos do GPM desde antes do estabelecimento da RAEM, coordena o grupo responsável pelas bandeiras e sinalizações emitidas ao longo das plataformas de apoio do circuito. Segundo Pang, não se pode perder um segundo que seja, e está tudo sob escrutínio, a ser transmitido em directo pela televisão. Além da velocidade, é exigido ao mesmo tempo aos trabalhadores muita precisão, uma vez que um pequeno destroço que fique na pista pode danificar os carros de corrida que circulam a alta velocidade.

Durante os quatro dias de corridas, os oficiais de pista são os que chegam mais cedo, alguns por volta das 3h00 da madrugada já estão no posto de trabalho. Faça chuva ou faça sol, estão numa actividade frenética até por volta das 6h00 da tarde, altura em que as corridas já terminaram e o circuito citadino reabriu.

Apesar do trabalho duro, é a paixão pelas corridas que faz Leng e Pang continuarem em cada ano. Leng citas as palavras da Comissão Organizadora do GPM para incentivar os trabalhadores, "todos os anos acontecem coisas novas nas corridas, é preciso manter uma atitude de abertura e de esforço constantes, para que consigamos que cada prova supere a do ano anterior." Por seu lado, Pang salienta o espírito de equipa durante as corridas, "apesar de ser um processo doloroso, quando se gosta das corridas, quer-se voltar voluntariamente e ombrear este esforço com os companheiros de luta." Tal como eles, muitos outros oficiais de pista são aficionados das corridas, dedicam-se de corpo e alma ao GPM, para apresentar este evento da cidade aos residentes de Macau e público de fora.

Este ano mais de 800 pessoas receberam formação para trabalhar no GPM, incluindo sangue jovem, a quem foi transmitido o espírito de equipa do GPM. O trabalho dos oficiais de pista inclui uma grande variedade de tarefas, e à semelhança das tarefas que desempenham, cada oficial é igualmente importante e vital para as corridas. E é o seu todo que mostra o impressionante espírito de equipa dos trabalhadores do GPM e das gentes de Macau!



Outros testemunhos:
ICM IAS DSEJ SSM ID