Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2019 -09 -14 [Voltar]
Macau participa em debate do Fórum Mundial da UNESCO sobre Cultura e Alimentação realizado em Itália


Directora da DST fala sobre o exemplo de Macau como Cidade Criativa de Gastronomia em debate durante o fórum

Representantes de Cidades Criativas de Gastronomia com a Directora para Políticas Culturais e Desenvolvimento da UNESCO, Paola Leoncini Bartoli (segunda, da direita), a Especialista Sénior em Programas de Políticas Culturais e Desenvolvimento do Sector Cultural da UNESCO, Denise Bax (terceira, da esquerda), entre outros

Maria Helena de Senna Fernandes com o aclamado chefe italiano, Massimo Bottura

Macau e outras Cidades Criativas de Gastronomia em jantar durante o evento com a Directora para Políticas Culturais e Desenvolvimento da UNESCO, Paola Leoncini Bartoli (segunda, da esquerda)

Macau foi uma das cidades convidadas para falar sobre o exemplo das Cidades Criativas da UNESCO em Gastronomia num painel do primeiro Fórum Mundial da UNESCO sobre Cultura e Alimentação, realizado 12 e 13 de Setembro, em Parma, na Itália. O evento reuniu dignitários do governo, representantes de organizações internacionais e especialistas de várias partes do mundo para debater sobre “Cultura e Alimentação: Estratégias Inovadoras para o Desenvolvimento Sustentável”.

A directora da Direcção dos Serviços de Turismo (DST), e ponto focal da Região Administrativa Especial de Macau para a Rede de Cidades Criativas da UNESCO, Maria Helena de Senna Fernandes, acompanhada pela chefe do Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST, Doris Leong, esteve em Itália para figurar como uma das oradoras do fórum.

Maria Helena de Senna Fernandes, em conjunto com representantes de outras cinco Cidades Criativas de Gastronomia, designadamente Östersund (Suécia), Florianópolis (Brasil), Cidade do Panamá (Panamá), Parma (Itália) e Tsuruoka (Japão), participou num painel denominado “O exemplo das Cidades Criativas da UNESCO em Gastronomia”. No diálogo encetado com as outras cidades, a directora da DST enunciou os planos e experiência de Macau como Cidade Criativa de Gastronomia, assinalando como a designação em 2017 e iniciativas realizadas, nomeadamente ao nível da preservação da herança cultural alimentar, fomento da criatividade e sustentabilidade gastronómica, estão a gerar um impacto positivo nas práticas sustentáveis e na divulgação da imagem da cidade, contribuindo em simultâneo para promover os Objectivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas.

Os participantes do fórum foram recebidos numa cerimónia de abertura no primeiro dia do evento com um discurso do director-general adjunto da UNESCO para a Cultura, Ernesto Ottone Ramirez. A ministra para as Políticas Agrícolas, Alimentares e Florestais de Itália, Teresa Bellanova, também falou aos delegados na abertura através de uma mensagem em vídeo.

Outros painéis temáticos do fórum de dois dias centraram-se na discussão de temas chave relacionados com a cultura alimentar e na exploração de formas inovadoras para a implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Um dos painéis, “Património Cultural e Alimentação: as fundações da identidade cultural”, debateu sobre os desafios e oportunidades da reinvenção das tradições, e preservação em simultâneo da identidade local. Num outro painel, “Educação e Sustentabilidade: formação profissional e novos empregos”, oradores convidados examinaram estratégias de educação para influenciar uma transformação social com vista a práticas mais sustentáveis, entre outros. O fórum organizou ainda várias outras actividades, incluindo um evento especial conduzido pelo aclamado chefe italiano, Massimo Bottura, que explorou a ideia da reinvenção das tradições.

Organizado pela UNESCO em colaboração com o governo de Itália, o fórum decorreu em Parma, a primeira Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia de Itália. Como parte do plano de desenvolver Macau como uma cidade Criativa de Gastronomia, a DST organiza iniciativas, bem como participa em eventos internacionais relacionados, para intercâmbio e oportunidades de aprendizagem sobre o aproveitamento da criatividade gastronómica, e do património da cultura alimentar, como motor para o desenvolvimento, inovação e sustentabilidade local. Algumas das iniciativas como Cidade Criativa de Gastronomia levadas a cabo pela DST, em conjunto com outras entidades locais, incluem o anual “Fórum Internacional de Gastronomia, Macau”, a comemoração em conjunto com outras partes do mundo do Dia da Gastronomia Sustentável assinalado a 18 Junho de cada ano, a criação de uma base de dados de receitas de cozinha macaense, o projecto realizado com a National Geographic lançado este ano “The Great Green Food Journey”, entre outras.

Actualizada: 14/09/2019