Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2020 -10 -28 [Voltar]
8.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau realiza-se em Novembro - Combina série de iniciativas “em nuvem” com exposição in loco


Conferência de imprensa da 8.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau

Conferência de imprensa da 8.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau

Directora da DST fala na conferência de imprensa

Com apoio do Ministério da Cultura e Turismo da República Popular da China, a organização da Direcção dos Serviços de Turismo (DST) e a coordenação da Associação das Agências de Viagens de Macau, a 8.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau terá lugar entre os dias 6 e 8 de Novembro, na Cotai Expo, no Venetian Macao. Esta edição da Expo de Turismo combina, pela primeira vez, uma série de iniciativas “em nuvem” com a exposição física, e instala também pela primeira vez um pavilhão de “Lojas com Características Próprias” de Macau, criando seis destaques para o certame, para ajudar a indústria turística de Macau a dinamizar a confiança na economia de turismo.

 

A DST, em conjunto com a Associação das Agências de Viagens de Macau, realizou hoje (dia 28) uma conferência de imprensa para apresentar o programa do evento deste ano. A directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, o subdirector da DST, Ricky Hoi, e o presidente da Associação das Agências de Viagens de Macau, Alex Lao, entre outros, estiveram presentes no encontro com a imprensa.

 

Num discurso na ocasião, a directora da DST referiu que: “A nossa cidade prossegue activamente empenhada na construção de um centro mundial de turismo e lazer, de uma plataforma de serviços para a cooperação comercial entre a China e os países de língua portuguesa, e de uma base de intercâmbio e cooperação cultural alicerçada na coexistência multicultural, tendo a cultura chinesa como predominante, participando na construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau e integrando-se no desenvolvimento do País. Este ano, perante o impacto na indústria turística de Macau devido à pandemia mundial gerada pela pneumonia causada pelo novo tipo de coronavírus, a Expo de Turismo empenhou-se em criar seis destaques para o evento, visando ajudar a indústria turística de Macau a dinamizar a confiança na economia de turismo. Esta edição da Expo de Turismo continuará a mostrar as vantagens únicas de Macau, a aproveitar as oportunidades surgidas com a construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, entre outras, e prosseguirá com a introdução de novos elementos, com o intuito de dinamizar o turismo e os sectores relacionados e impulsionar novas oportunidades de cooperação.”

 

Seis destaques para ajudar a dinamizar a confiança na economia de turismo

A 8.ª Expo de Turismo ocupará uma área de 22.000 metros quadrados e contará com mais de 660 stands. Até 27 de Outubro, contavam-se cerca de 350 expositores offline, principalmente provenientes do Interior da China e de Macau, e perto de 50 expositores online, sobretudo de autoridades e instituições de turismo de diferentes países e regiões. Os seis destaques da Expo de Turismo deste ano:

 

1.   Produtos turísticos locais e do Interior da China à escolha

Com vista a impulsionar a confiança no turismo e na economia de Macau, os expositores locais estão isentos das despesas de participação na Expo de Turismo deste ano, com esta edição a contar com a participação de mais de 130 instituições locais, num aumento de 1,2 vezes mais em relação à edição anterior, e mais de 200 stands na “Rua de Macau”, num aumento de 1,6 vezes em relação à última edição. Os expositores de Macau irão promover os novos produtos turísticos de Macau, para o Interior da China, entre outros. A organização do certame irá ainda lançar o sorteio “Mak Mak leva-o a viajar Macau”.

 

2.    Combinação inovadora de interacção entre iniciativas “em nuvem” e exposição in loco

Pela primeira vez, a Expo de Turismo combinará a exposição in loco com uma série de iniciativas “em nuvem”, como “Bolsas de contacto em nuvem”, “Promoções em nuvem”, “Assinatura de contractos em nuvem”, “Transmissões ao vivo em nuvem”, entre outros. Entre os quais, a entidade organizadora agendou bolsas de contacto online através da “Bolsa de contacto em nuvem” para cerca de 50 compradores internacionais convidados, e 28 expositores da indústria turística de Macau irão realizar intercâmbio online “Encontro dos Operadores - Sessão de Intercâmbio de Negócios de Turismo” com cerca de 200 compradores profissionais estrangeiros o que irá ajudar o sector turístico de Macau a desenvolver novas rotas “Macau + destino turístico”. Cerca de mais de 40 expositores do Interior da China e internacionais irão aproveitar a “Promoção em nuvem” para comunicarem online, apresentando os recursos turísticos do destino e interagir com o público. Os expositores poderão ainda mostrar os seus produtos através da “Transmissão ao vivo em nuvem” apresentados por influenciadores digitais.

 

3.   Foco na cooperação turística e desenvolvimento dos produtos turísticos na Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau

A zona de exposição da “Rua Turística da Grande Baía” é composta por nove cidades da Grande Baía, com mais de 70 operadores da indústria turística, trazendo lembranças turísticas com características desses locais aos residentes. Por outro lado, para promover a construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau, a Aliança de Base de Ensino e Formação em Turismo para o Desenvolvimento de Macau na Construção da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau irá organizar uma discussão temática em formato online e offline, denominada “Série de Fórum de Turismo da Grande Baía: Novo Retalho, Novo Conceito de Serviço, Novas Oportunidades”, para partilhar os pontos de vista das empresas da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau sobre o retalho online e offline, concretizando a cooperação e o desenvolvimento, padronizando os serviços turísticos e a possibilidade de aumentar a competitividade na Grande Baía.

 

4.   Desempenho do papel de plataforma entre a China e os Países de Língua Portuguesa para exibir as características dos Países de Língua Portuguesa

O Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau (IPIM) participará com um “Pavilhão dos Produtos com Características dos Países de Língua Portuguesa”, dividido em duas partes, a “Área de Exposição do Ambiente de Investimento e Convenções de Macau” e a “Área de Exposição das Empresas de Macau”, para divulgar o ambiente de negócios de Macau, os serviços prestados pelo IPIM, as exposições a realizar em Macau nos próximos dois meses e a promoção e venda dos produtos dos Países de Língua Portuguesa, entre outros.

 

5.     “Exposição dos Resultados dos Projectos da Criatividade Cultural nos Bairros Comunitários” e “Pavilhão do Mak Mak”

Em colaboração com o Fundo das Indústrias Culturais (FIC), será estabelecida a zona de “Exposição dos Resultados dos Projectos da Criatividade Cultural nos Bairros Comunitários”. Esta zona mostrará os resultados da ajuda de equipas das empresas culturais e criativas no apoio e orientação prestado a lojas com características próprias dos bairros comunitários, criando, através de design criativo, as características próprias destas lojas, entre outros. Além disso, para dar continuidade à cooperação entre a DST e o FIC, no seguimento do “Programa Específico de Apoio Financeiro para Formação da Marca do Turismo Cultural”, lançado em 2019, com o tema da mascote do Turismo de Macau “Mak Mak”, este ano foi instalado o “Pavilhão de Mak Mak”. No pavilhão serão disponibilizados expositores especiais para promover e vender as lembranças turísticas com tema de “Mak Mak” para seis das pequenas e médias empresas de Macau beneficiárias de apoio financeiro e que já produziram lembranças turísticas.

 

6.     Histórias de marcas das “Lojas com Características Próprias”

Na qualidade de estabelecimentos de venda a retalho e restaurantes locais, com ricas e diversificadas características humanas e culturais dos bairros comunitários, as “Lojas com Características Próprias” são reconhecidas pela Direcção dos Serviços de Economia (DSE). Pela primeira vez, a Expo de Turismo terá um pavilhão de “Lojas com Características Próprias”, contando com a participação de 16 “Lojas com Características Próprias”, numa organização da DSE. O público poderá experienciar os produtos únicos e técnicas especiais herdadas das “Lojas com Características Próprias”, sentir a cultura das mesmas e ir ao seu stand para tirar selfies.

 

A Expo de Turismo contará também com um “Pavilhão de Gastronomia” que venderá iguarias típicas e mostra o encanto de Macau enquanto Cidade Criativa de Gastronomia.

 

Medidas de prevenção contra a pandemia incluem marcação online para a entrada

A 8.ª Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau terá lugar entre 6 e 8 de Novembro, nos Halls D e E da Cotai Expo, no Venetian Macao, com entrada gratuita para o público. Para esta edição da Expo de Turismo foram adoptadas uma série de medidas de prevenção, como a exibição à entrada do código de saúde de Macau, medição de temperatura corporal, uso de máscara e manutenção de distanciamento de um metro, a par com protocolos de esterilização, de entrada no recinto em altura de menos afluência, para as refeições do público, entre outras. A partir de 28 de Outubro, o público pode aceder ao sistema de marcação prévia para participação na Expo de Turismo, através da página electrónica da entidade organizadora, em www.mitexpo.mo, para fazer marcação prévia. Por via de quotas, o sistema canaliza a entrada do público no recinto para horários com menos afluência. O público sem marcação prévia, aguardará vez em fila de espera para entrar, de acordo com a situação no local. Durante a Expo de Turismo será disponibilizado estacionamento grátis no Hall A da Cotai Expo, do Venetian Macao, bem como haverá quatro carreiras de ligação de autocarro grátis entre Macau, Taipa e o local do evento.

 

As entidades co-organizadoras da 8.ª Expo de Turismo incluem o Instituto Cultural, o Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, a Associação Comercial de Macau, a União Geral das Associações dos Moradores de Macau, a Federação das Associações dos Operários de Macau, a Associação Geral das Mulheres de Macau, a Associação Geral dos Chineses Ultramarinos de Macau, a Associação das Agências de Turismo de Macau e a Associação de Indústria Turística de Macau.

 

Mais informações disponíveis na página electrónica da Expo Internacional de Turismo (Indústria) de Macau (www.mitexpo.mo), na conta de WeChat e no Facebook.

Actualizada: 28/10/2020