Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2021 -12 -04 [Voltar]
“Feira de Diversões para Desfrutar Macau” prossegue na zona em frente ao Centro de Ciência de Macau com “Carnaval de Luz” para enriquecer a experiência turística

A Direcção dos Serviços de Turismo (DST), em colaboração com associações locais, organizou no mês passado uma série de actividades inseridas no programa da “Feira de Diversões para Desfrutar Macau”, que foram muito bem acolhidas pelos residentes e visitantes. Com vista a apoiar o impulso do desenvolvimento do turismo comunitário e a dinamização da economia comunitária, a “Feira de Diversões para Desfrutar Macau” prossegue com a iniciativa “Carnaval de Luz”, uma feira temática que se realiza todos os sábados, entre 4 de Dezembro de 2021 e 2 de Janeiro de 2022, das 16h00 às 22h00, na zona em frente ao Centro de Ciência de Macau.

Eventos e actividades comunitárias para atrair fluxo de pessoas e impulsionar consumo
Em conjunto com os eventos de grande envergadura, Festival de Luz de Macau e a Gala de Drones Brilha sobre Macau, a “Feira de Diversões para Desfrutar Macau - Carnaval de Luz” promoverá em simultâneo a diversificação dos produtos turísticos, aprofundando a integração intersectorial de “turismo +”. 

A série de actividades da “Feira de Diversões para Desfrutar Macau” arrancou no mês passado com o “Carnaval de Arte Criativa” nas Casas da Taipa, prosseguindo em Dezembro com o “Carnaval de Luz”, que decorrerá sob o tema a arte de luz. Em sintonia com o Festival de Luz de Macau e com o perfil de local de lazer e de actividades para pais e filhos do Centro de Ciência de Macau, foram instaladas cerca de 40 tendinhas na zona. Há ainda decorações temáticas de projecção de luz, instalações tridimensionais para tirar fotografias, jogos, actividades de interacção, experiências de trabalhos manuais sob o tema de luz, espectáculos de arte e cultura chinesa e portuguesa, entre outras propostas, com vista a promover o desenvolvimento do turismo comunitário e impulsionar a economia comunitária.

A cerimónia de lançamento do “Carnaval de Luz” teve lugar hoje (dia 4), na zona em frente ao Centro de Ciência de Macau. A directora da Direcção dos Serviços de Turismo, Maria Helena de Senna Fernandes, o presidente do Conselho de Administração do Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, Lau Wai Meng, a coordenadora do Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa, Teresa Mok, o chefe do Departamento de Promoção das Indústrias Culturais e Criativas do Instituto Cultural, Ho Hong Pan, e o presidente da Associação sem Fronteiras da Juventude de Macau, Chio Song Hou, presidiram à cerimónia de lançamento do evento.

Ao discursar na ocasião, Maria Helena de Senna Fernandes referiu que este evento coincide com a abertura solene do Festival de Luz de Macau, e com a tão esperada “Gala de Drones Brilha sobre Macau”, que se realiza pela primeira vez na cidade, mostrando plenamente o apelo de ter vários eventos a decorrer, pretendendo-se continuar a realizar uma série de grandes eventos cuja sobreposição permita surtir maior efeito. A DST irá continuar a realizar promoções online e presenciais, enquanto prossegue com a divulgação da mensagem de Macau como uma cidade segura e apropriada para visitar.

Organizada pela Associação sem Fronteiras da Juventude de Macau e co-organizada pela Direcção dos Serviços de Turismo, esta iniciativa no âmbito da “Feira de Diversões para Desfrutar Macau” conta ainda com a cooperação da Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico, Instituto de Promoção do Comércio e do Investimento de Macau, Gabinete de Apoio ao Secretariado Permanente do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa e Instituto Cultural.

Para o cumprimento rigoroso das medidas de prevenção da pandemia, foi criada uma entrada e saída para aceder e sair da feira temática. Ao entrar, é necessário exibir o Código de Saúde de Macau de cor verde válido, submeter-se à medição da temperatura corporal, usar máscara e manter uma distância social de um metro. A organização irá acompanhar de perto a situação pandémica, colaborar, de forma activa, com as respectivas orientações emitidas pelos Serviços de Saúde e proceder às medidas relacionadas em tempo oportuno.
 

Actualizada: 04/12/2021