Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2019 -10 -24 [Voltar]
Macau participa na primeira Conferência de Cidades Criativas da Ásia-Pacífico a decorrer na Austrália


Directora da DST fala em painel sobre políticas de promoção turística e estratégias de marketing de longo prazo para Cidades Criativas

Maria Helena de Senna Fernandes com a Consul-Geral da RPC em Adelaide, He Lanjing (centro, à direita), a presidente da Câmara de Adelaide, Sandy Verschoor (centro, à esquerda), e a chefe do Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST, Doris Leong, durante na abertura do evento

Macau está a participar na primeira Conferência de Cidades Criativas da Ásia-Pacífico, que se realiza desde 23 até 26 de Outubro em Adelaide, na Austrália. Numa iniciativa da Cidade Criativa da UNESCO em Música de Adelaide, a conferência junta dignitários do governo, profissionais das indústrias culturais e criativas, e académicos, para procurar criar uma visão e estratégia de cooperação entre as Cidades Criativas da região Ásia-Pacífico. A directora da Direcção dos Serviços de Turismo (DST) falou hoje (dia 24) na conferência, elaborando sobre a experiência de Macau num debate centrado nas políticas de promoção turística e estratégias de marketing para Cidades Criativas.

 

Os delegados foram recebidos no primeiro dia da conferência com declarações do ministro para a Inovação e Competências da Austrália, David Pisoni, e da presidente da Câmara de Adelaide, Sandy Verschoor. O director-geral adjunto da UNESCO para a Cultura, Ernesto Ottone Ramírez, também enviou uma mensagem gravada em vídeo ao evento. A consul-geral da República Popular da China em Adelaide, He Lanjing, entre outros convidados, também compareceram à abertura da conferência, que atraiu cerca de 200 participantes oriundos de 20 Cidades Criativas da Ásia-Pacífico de todas as áreas criativas, incluindo das Cidades Criativas de Pequim (design) e Shenzhen (design).

 

A directora da DST, e ponto focal da Região Administrativa Especial de Macau para a Rede de Cidades Criativas da UNESCO, Maria Helena de Senna Fernandes, está na Austrália para o evento, acompanhada pela chefe do Departamento de Formação e Controlo da Qualidade da DST, Doris Leong. Maria Helena de Senna Fernandes participou hoje num painel com representantes de cidades de outras áreas criativas para um debate sobre o tema “Marca, Produto ou Mais? Perceber Políticas de Turismo e Estratégias de Longo Prazo para Cidades Criativas”. A directora da DST falou sobre a significativa influência do estatuto de Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia nas políticas de turismo e estratégias de marketing de Macau. Senna Fernandes assinalou a forma como a narrativa de Cidade Criativa de Gastronomia foi plenamente integrada na promoção do destino, nos produtos turísticos e eventos da cidade, bem como no desenvolvimento de colaborações interdisciplinares, a par com iniciativas para fomentar práticas sustentáveis na restauração e sectores relacionados, entre outros, abrindo uma nova via para ajudar a transformar Macau num centro mundial de turismo e lazer. Os representantes de outras cidades de diferentes áreas criativas que também integraram o painel vieram de Baguio, nas Filipinas (artesanato e arte popular); Bucheon, na Coreia (literatura); Sapporo, no Japão (artes e média); Gabinete do Grupo da Índia (em representação de Chennai e Varanasi – música, e Jaipur – artesanato e arte popular).

 

O programa de quatro dias da primeira Conferência de Cidades Criativas da Ásia-Pacífico inclui painéis de debate, mesas redondas, entre outros. Com o objectivo de criar uma plataforma de diálogo para aprofundar a colaboração regional entre Cidades Criativas da Ásia-Pacífico, a conferência está a engajar os participantes em discussões sobre como tirar partido do potencial do vasto mercado das indústrias culturais e criativas na região, e em como é que estas indústrias podem ajudar na criação de soluções para alcançar a Agenda 2030 das Nações Unidas para um Desenvolvimento Sustentável. Outros painéis temáticos incluíram, “Promover o Desenvolvimento do Sector Cultural e Criativo, Emprego, Comércio e Investimento na Região da Ásia-Pacífico”, “Garantir Soluções Sustentáveis e Resistentes para Cidades através da Criatividade”, “Artes, Línguas e Culturas Nativas na Região da Ásia-Pacífico”, entre outros. Os representantes das Cidades Criativas têm também agendadas reuniões internas da rede, a par com visitas de estudo e demonstrações criativas para experienciar a cultura e festivais de Adelaide.

 

Como parte do plano de desenvolvimento de Macau como Cidade Criativa de Gastronomia, a DST participa activamente nos eventos organizados por outras cidades membros da Rede de Cidades Criativas da UNESCO para intercâmbio, aprendizagem e oportunidades de colaboração. A edição do próximo ano do evento anual organizado pela DST, “Fórum Internacional de Gastronomia, Macau 2020”, agendada para Abril, reunirá também Cidades Criativas de todo mundo na cidade, sobretudo do subgrupo de gastronomia. Criada em 2004, a rede em rápida expansão é formada por um total de 180 cidades membros de 72 países em sete áreas de criatividade (artesanato e arte popular, artes e média, cinema, design, gastronomia, literatura e música), incluindo 26 cidades na área de gastronomia.

Actualizada: 24/10/2019