Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2021 -11 -18 [Voltar]
“Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte” ilumina a cidade em Dezembro, dinamiza economia comunitária com “turismo + cultura e criatividade”


Conferência de imprensa do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Conferência de imprensa do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Conferência de imprensa do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Infografia do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Infografia do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Infografia do “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”

Em sintonia com a actividade comunitária “Arraial na Ervanários”, as instalações de luz “Nomeação do Nome do Amor” serão acesas no final de Novembro (Perspectiva)

Perspectiva dos jogos interactivos na Praça do Centro de Ciência de Macau

O “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte”, organizado pela Direcção dos Serviços de Turismo (DST), terá lugar entre 4 de Dezembro de 2021 e 2 de Janeiro de 2022. O evento irá estender-se pelas diferentes zonas da cidade, incluindo Taipa e Coloane, com instalações de luz, jogos interactivos e espectáculos de vídeo mapping, numa integração de “turismo + cultura e criatividade”, que permitirá promover a economia dos bairros comunitários, e celebrar em conjunto com os residentes e visitantes os feriados festivos.

A DST realizou hoje (dia 18), no Centro de Ciência de Macau, uma conferência de imprensa para apresentar o conteúdo do Festival de Luz de Macau 2021. No encontro com a imprensa esteve presente a directora da DST, Maria Helena de Senna Fernandes, a presidente substituta do Instituto Cultural, Leong Wai Man, os subdirectores da DST, Cheng Wai Tong e Ricky Hoi, a subdirectora interina da Direcção dos Serviços de Assuntos de Subsistência, Fong Fong Tan, o director do Museu Marítimo da Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água, Sit Kai Sin, o chefe da Divisão de Promoção de Negócios da Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico, Lau Kit Lon, o vice-curador do Centro de Ciência de Macau, Sylvester Cheong, entre outros.

Festival abre em esplendor no dia 4 de Dezembro
Ao discursar na ocasião, Maria Helena de Senna Fernandes referiu que o Festival de Luz de Macau volta a entrar nas zonas comunitárias, a integrar o “turismo + cultura e criatividade”, a adicionar programas de entretenimento à noite, enriquecendo as experiências turísticas, na esperança de atrair os visitantes a deslocarem-se e consumirem nos diferentes bairros, trazendo mais benefícios económicos para os comerciantes e promovendo a economia nocturna e comunitária. A directora da DST indicou ainda que, este ano, o Festival de Luz de Macau será realizado novamente em Dezembro, estendendo-se até 2 de Janeiro do próximo ano, abarcando várias festividades, incluindo o Dia Comemorativo do Estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau, Solstício de Inverno, Natal, Passagem de Ano e dia de Ano Novo. Este ano, o Festival de Luz de Macau será lançando no dia 4 de Dezembro juntamente com a “Gala de Drones Brilha sobre Macau”, organizada pela DST pela primeira vez, na expectativa de atrair mais visitantes para Macau e celebrar em conjunto esta época festiva.

O Festival de Luz de Macau, que se realiza pelo sétimo ano, terá lugar entre 4 de Dezembro de 2021 e 2 de Janeiro de 2022, das 19h00 às 22h00 (com o último espectáculo de vídeo mapping de cada noite a começar às 21h50), subordinado ao tema “Viajantes de Marte”, para trazer animação e energia positiva aos residentes e visitantes, e destacar a imagem de Macau como uma cidade saudável e apropriada para visitar.

Promover a economia comunitária para beneficiar as pequenas e médias empresas
Este ano, pela primeira vez, o Festival de Luz de Macau inclui também o Centro de Ciência de Macau e a Ponte Cais da Barra, entre os novos locais. Percorrendo as ruas e os becos da cidade, o evento adiciona um programa de entretenimento à noite, com o objectivo de atrair os residentes e visitantes a deslocarem-se e consumirem nos diferentes bairros comunitários, em prol das pequenas e médias empresas, da promoção da economia nocturna e da dinamização da economia comunitária. Por outro lado, a “Gala de Drones Brilha sobre Macau” terá lugar todos os sábados de Dezembro, e no Dia Comemorativo do Estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau (RAEM), no Lago Nam Van, que é também um dos locais de realização do Festival de Luz de Macau, reforçando a experiência de entretenimento audiovisual.

Locais abrangidos pelo Festival de Luz de Macau: 
1. Zona Nova de Aterros do Porto Exterior (NAPE): Inclui a Praça e Marginal do Centro de Ciência de Macau, e a Passagem pedonal entre o Centro Cultural de Macau e a Zona de Lazer da Marginal da Estátua de Kun Iam;
2. Zona de Nam Van: Anim’Arte NAM VAN, Centro Náutico da Praia Grande e corredor de ligação entre os dois locais;
3. Zona Norte: Zona de Lazer da Rua do General Ivens Ferraz;
4. Zona da Praia do Manduco: Ponte Cais n.º 1 e Ponte Cais da Barra;
5. Zona do Centro: Percurso de ligação da Calçada do Amparo, Pátio de Chôn Sau, Rua dos Ervanários, Rua de Nossa Senhora do Amparo e Largo do Pagode do Bazar;
6. Taipa: Percurso de ligação entre a escadaria entre a Rua Direita Carlos Eugénio e a Calçada do Quartel, Feira do Carmo, Largo dos Bombeiros e Centro Histórico da Vila da Taipa;
7. Coloane: Largo do Bazar, Capela de São Francisco Xavier e Largo Eduardo Marques.

Integrar “turismo + cultura e criatividade” para impulsionar sinergia das indústrias
O “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte” irá apresentar instalações de luz, jogos interactivos e espectáculos de vídeo mapping. Equipas de Macau, Hengqin, Changsha e Tóquio irão apresentar os quatro espectáculos de vídeo mapping do festival. Além disso, o evento inclui também jogos para ganhar presentes, oferecendo lembranças temáticas especiais. O Festival de Luz de Macau combina elementos turísticos e culturais e criativos, para mostrar as características e a imagem turística diversificada de Macau, ajudando a impulsionar a ligação entre o turismo e as indústrias culturais e criativas, aprofundando a integração intersectorial do “turismo +”.

Nova aposta em local para espectáculos de vídeo mapping
Quatro espectáculos de vídeo mapping serão projectados em edifícios e pontos de atracção turística da cidade. O Centro de Ciência de Macau é uma nova aposta de local para a realização de espectáculos de vídeo mapping. A Capela de São Francisco Xavier em Coloane figura este ano como um dos locais de espectáculos de vídeo mapping do Festival de Luz de Macau. Em 2014, a DST apresentara já espectáculos de vídeo mapping na Capela de São Francisco Xavier em Coloane, entre outros locais, em comemoração do 15.° Aniversário do Estabelecimento da RAEM. Por outro lado, o Largo do Pagode do Bazar da Zona do Centro e o Largo dos Bombeiros da Taipa, continuam a ser este ano locais de realização de espectáculos de vídeo mapping do Festival de Luz de Macau.

A Direcção dos Serviços de Assuntos de Subsistência da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin irá apresentar, pela primeira vez, um espectáculo de vídeo mapping integrado no Festival de Luz de Macau, mostrando uma boa perspectiva para o futuro desenvolvimento da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin. Por outro lado, pela primeira vez, o Festival de Luz de Macau conta com uma equipa oriunda duma Cidade Criativa da UNESCO em Artes e Média - Changsha, para participar na realização de espectáculos de vídeo mapping.

Os temas dos espectáculos de vídeo mapping abrangem história e cultura de Macau, Cidade Criativa da UNESCO em Gastronomia, entre outros:
1.    Centro de Ciência de Macau: “Sabor Original de Macau”, pela equipa oriunda de uma das Cidades Criativas da UNESCO em Artes e Média - Changsha;
2.    Largo do Pagode do Bazar da Zona do Centro: “Nós”, apresentado pela Direcção dos Serviços de Assuntos de Subsistência da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin;
3.    Largo dos Bombeiros na Taipa: “GLID”, pela equipa criativa de Tóquio. Embora a equipa não possa deslocar-se pessoalmente a Macau devido à pandemia, os trabalhos de vídeo mapping criados pela equipa foram enviados através da internet, e a entidade co-organizadora de Macau apoiará na realização da projecção, fornecendo equipamentos e pessoal técnico;
4.    Capela de São Francisco Xavier em Coloane: “Em Pares”, pela equipa criativa de Macau.

Jogos online e no local para troca de lembranças
Na página electrónica do Festival de Luz de Macau 2021 (mlf.macaotourism.gov.mo/index_en.html), o público pode completar um jogo online e, mediante registo de imagem, e seguindo as instruções para partilhar o resultado nas plataformas sociais e completar os requisitos especificados, poderá deslocar-se a qualquer um dos locais de troca de lembranças do festival para apresentar a respectiva prova, e trocar por presentes temáticos. Por outro lado, os participantes no evento, depois de terminarem determinados jogos interactivos e partilharem as fotografias indicadas, também terão a oportunidade de receber uma lembrança temática. O número de lembranças é limitado, disponível por ordem de chegada, terminando a distribuição quando estas se esgotarem.

Os detalhes do programa do evento podem ser obtidos na página electrónica da DST do Festival de Luz de Macau 2021 (mlf.macaotourism.gov.mo/index_en.html) e através da conta oficial no WeChat.

O “Festival de Luz de Macau 2021 - Viajantes de Marte” é organizado pela DST e co-organizado pelo Instituto para os Assuntos Municipais, Instituto Cultural, Instituto do Desporto, Direcção dos Serviços de Assuntos Marítimos e de Água, Direcção dos Serviços de Economia e Desenvolvimento Tecnológico e Centro de Ciência de Macau, contando com a Direcção dos Serviços de Assuntos de Subsistência da Zona de Cooperação Aprofundada entre Guangdong e Macau em Hengqin como entidade de apoio.

Medidas de prevenção epidémica
O Festival de Luz de Macau 2021 irá adoptar uma série de medidas de prevenção pandémica. Será criada área de entrada e saída para aceder ao festival, e haverá controlo do fluxo de multidões. O público deve fazer fila para entrar conforme a situação no local, terá de exibir o Código de Saúde de Macau de cor verde válido, submeter-se à medição da temperatura corporal, manter uma distância social de um metro e usar máscara durante todo o evento. A DST irá acompanhar de perto a situação pandémica, colaborar, de forma activa, com as respectivas orientações emitidas pelos Serviços de Saúde e proceder às medidas relacionadas em tempo oportuno.

A DST organiza o Festival de Luz de Macau desde 2015, sendo esta edição o sétimo ano consecutivo do evento. A DST continuará a aprofundar a integração intersectorial “turismo +”, a reforçar o desenvolvimento interligado da indústria turística e dos sectores relacionados, a promover a diversificação e inovação da indústria turística, enquanto desenvolve activamente a economia de turismo comunitário. No futuro, continuar-se-á a apresentar actividades diversificadas e apelativas, para proporcionar aos visitantes uma experiência turística enriquecedora.

Actualizada: 18/11/2021