Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2006 -10 -01 [Voltar]
França vence Wynn Macau - 18º Concurso Internacional do Fogo de Artifício de Macau


A equipa Brezac-Artifices, da França, venceu o Wynn Macau - 18º Concurso Internacional do Fogo de Artificio de Macau (Fonte: GCS)

18º Concurso Internacional do Fogo de Artifício de Macau - Exibição da equipa Francesa (Fonte: GCS)

Cerimonia de entrega de premios do 18º Concurso Internacional do Fogo de Artificio de Macau, presidida pelo secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Chui Sai On (Fonte: GCS)
A equipa Brezac-Artifices, da França, venceu o Wynn Macau - 18º Concurso Internacional do Fogo de Artifício de Macau, hoje encerrado. O segundo lugar foi conquistado pela equipa Pyro Spectaculars by Souza, dos Estados Unidos da América, e os terceiros classificados são a equipa Foti International Fireworks Pty Ltd, da Austrália.

Numa cerimónia decorrida no Centro de Convenções e Entretenimento da Torre de Macau, o Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Fernando Chui Sai On, entregou o prémio aos vencedores, que levam também para casa um troféu entregue pelos patrocinadores oficiais do concurso, a Wynn Macau. Os três primeiros classificados arrecadaram ainda um prémio pecuniário de US$6,000 (1o lugar), US$3,200 (2o lugar) e US$1,800 (3o lugar), a par com certificados de participação.

A edição deste ano do concurso pirotécnico de Macau, um dos maiores do género no mundo, juntou uma vez mais dez equipas. Nas últimas cinco semanas, os céus de Macau foram iluminados com exibições semanais de duas equipas por sessão (por ordem de actuação) Alemanha e Taiwan,China; Coreia do Sul e Tailândia; Portugal e Austrália; Estados Unidos e Japão; França e China. Devido a problemas técnicos, a equipa sul-coreana Hanwha Corporation foi desclassificada, por não ter cumprido o tempo mínimo exigido de exibição. Em 18 anos de história do concurso de Macau foi a terceira vez que tal aconteceu.

Durante a cerimónia, decorrida nas últimas horas de domingo, o director da Direcção dos Serviços de Turismo, João Manuel Costa Antunes, frisou a importância do evento para a promoção turística de Macau. "A organização de um festival desta envergadura, não apenas trás bons momentos para a população local e turistas, mais importante ainda é o desejo de, através deste evento, promover Macau ao mundo, fazendo com que cada vez mais pessoas conheçam este local que é Macau", indicou.

Esta última noite do concurso contou com uma presença especial: a Jiangsu Travel Radio, que conduziu três horas de emissão em directo a partir da Torre de Macau, com o fogo de artifício em pano de fundo. O programa "Made in Hong Kong & Macau" do canal sedeado em Nanjing, transmitiu em FM 107.9, entre as 19:30 e as 22:30, uma "Noite de Macau", recheada de histórias sobre o território, contadas em directo para os ouvintes chineses.

Os organizadores fizeram coincidir a última noite de espectáculos de fogo de artifício, com o Dia Nacional da China, tendo reservado a exibição que fechou o pano do concurso pirotécnico, para os chineses Liuyang City Hongji Fireworks. As zonas ribeirinhas de Macau e da Taipa encheram-se de gente para assistir às exibições que iluminaram de cor a noite de Macau.

Para ajudar à festa, a DST e a União Geral das Associações dos Moradores de Macau co-organizaram mais uma edição do Arraial de Fogo de Artifício, junto à Torre de Macau, com espectáculos e tendinhas com comes e bebes, para a multidão que foi assistir às exibições pirotécnicas.

Pelo segundo ano consecutivo, o Concurso Internacional do Fogo de Artifício de Macau, contou com música para acompanhar as coreografias pirotécnicas.

Este ano, a Wynn Macau foi pela primeira vez o patrocinador oficial do concurso pirotécnico que tem trazido ao território as melhores empresas organizadoras de espectáculos de fogo de artifício do mundo.