Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2004 -12 -30 [Voltar]
A DST continua a apoiar os residentes de Macau na Tailândia

Na sequência do maremoto provocado pelo tremor de terra ocorrido na Indonésia e que afectou o sudeste asiático a Direcção dos Serviços de Turismo de Macau recebeu vários pedidos de informações e de ajuda de residentes de Macau.

Direcção dos Serviços de Turismo de Macau recebeu, desde o dia 29 até às 17H00 de hoje (30 de Dezembro), um total de 9 chamadas telefónicas através do número (853) 315 566, das quais 2 pedidos de ajuda, 3 pedidos de informação e 4 para fornecimento de dados.

Assim, desde o dia 27 do corrente mês até hoje ao final do dia, a DST recebeu um total de 60 chamadas, das quais 24 pedidos de ajuda, 21 para informações e 15 para fornecimento de dados à DST. Os pedidos de auxílio foram no sentido de encontrar familiares e amigos incontactáveis e que passavam férias nas zonas afectadas, como ainda transporte. A DST tomou imediatamente acções relacionadas com os respectivos casos.

O pessoal do governo da RAEM e voluntários que se encontram em Banguecoque e Phuket apoiaram já 34 residentes de Macau, nomeadamente na procura do paradeiro de familiares e amigos desaparecidos. Alguns dos 34 residentes de Macau já regressaram a Macau com o apoio da DST e de outras entidades.

Relativamente às 10 pessoas que as agências de viagens não conseguiam localizar, os Serviços de Turismo continuaram hoje a acompanhar a situação, tendo sindo informados que esse número baixou para cinco. Estes últimos tinham viajado para a Tailândia, não se podendo, no entanto, confirmar se teriam viajado para as zonas afectadas.

Entretanto, como as condições sanitárias nas zonas atingidas pelos tsunamis estão a degradar-se cada vez mais, um médico de Macau ofereceu-se para se deslocar até Phuket e integrar o grupo de voluntários, para orientar e apoiar nos cuidados de saúde a ter, bem como na procura de residentes de Macau desaparecidos.

No que diz respeito aos dois funcionários da DST que vão substituir os colegas, que se encontravam em Banguecoque aquando da tragédia, vão levar consigo bens de primeira necessidade para apoiar os residentes de Macau que precisem.

Os Serviços de Turismo já forneceram fotografias e identificação dos residentes de Macau dados como desaparecidos a todos os hospitais de Banguecoque, ficando ainda disponibilizada essa informação em vários websites na internet.

Os Serviços de Turismo continuam a acompanhar de perto o desenrolar da situação.