Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2003 -07 -16 [Voltar]
Inaugurada a Reunião Anual dos Mercados com Representação da Direcção dos Serviços de Turismo do Governo da RAEM

A Reunião Anual dos Mercados com Representação, da Direcção dos Serviços de Turismo do Governo da RAEM (DST) inaugurou-se no Centro de Conferências e Entretenimento da Torre de Macau, esta manhã (dia 16). O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Dr. Chui Sai On, presidiu à Cerimónia Inaugural, e pronunciou o discurso de abertura.

Durante a reunião, o Director da DST, Eng. João Costa Antunes fez uma retrospecção sobre o Turismo da RAEM no ano passado, e apresentou a estratégia promocional dos mercados para o futuro, junto dos representantes dos escritórios da DST no exterior, provenientes de 14 países e regiões.

O Sr. Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Dr. Chui Sai On, referiu no seu discurso que, o sector do turismo tem sido, e continuará a ser, a indústria mais importante para a RAEM, e que, ao surgir de qualquer abalo significativo na envolvente de Macau, reflecte-se um impacto negativo na economia global de Macau. Indicou ainda, que o surto de pneumonia atípica afectou profundamente a vida quotidiana dos residentes, mas que se encontra agora controlado, notando-se já uma recuperação gradual das actividades turísticas na Região e no mundo. Pode dizer-se que esta reunião realiza-se no tempo oportuno, e que permite que todos os participantes discutam as estratégias para revitalizar o Turismo de Macau.

Referiu ainda, que a política adoptada este ano, no âmbito do turismo, continua a previligiar a atracção do turistas de alta qualidade, e a incentivar o consumo e o prolongamento das suas estadas em Macau, especialmente os de Hong Kong, da China e de Taiwan - os três mercados de maior representação de turistas em Macau. O rápido aumento do número de turistas provenientes da China, alterou estruturalmente o mercado turístico de Macau.

O Dr. Chui Sai On, salientou que o produto turístico é um factor de grande importância para a escolha do destino turístico por parte dos turistas. À medida que as três companhias de jogos desenvolvem os projectos de investimento, irão ser inauguradas em Macau mais instalações modernizadas dentro dos próximos anos, trazendo novos elementos para o Turismo de Macau.

Devido ao surto de pneumonia atípica ocorrido sucessivamente nas zonas vizinhas, o sector do turismo de Macau sofreu diversos impactos a partir do mês de Março, como por exemplo, decréscimo acentuado no número de turistas, nas taxas de ocupação dos hotéis e dos passageiros do Aeroporto Internacional de Macau.

Controlados os surtos nas zonas vizinhas, e na sequência do levantamento das restrições turísticas a Hong Kong e Guangdong, pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o sector do turismo de Macau está a recuperar gradualmente. Registado um decréscimo de 5% no número de turistas em Junho, em comparação com o decréscimo de 37% em Maio, verificou-se já um aumento de 32%. O número de turistas provenientes da China no mês de Junho, aumentou 29%, e registou-se uma grande diminuição no decréscimo do número de turistas de Hong Kong, dados que apontam para uma normalização gradual.

Por outro lado, o novo terminal marítimo do Aeroporto Internacional de Chek Lap Kok, em Hong Kong, encontra-se em obras que estarão concluídas este ano. Após a sua inauguração, serão abertas ligações marítimas para toda a região do Delta do Rio das Pérolas. Prevê-se que a viagem entre Chek Lap Kok e Macau demore apenas 40 minutos, favorecendo assim o desenvolvimento do Turismo de Macau. Neste sentido, a DST irá avaliar esta nova realidade, e elaborar estratégias promocionais no sentido de atrair mais turistas a Macau.

A DST toma em consideração a organização de uma aliança estratégica conjunta entre as companhias aéreas e o sector turístico, no sentido de impulsionar os mercados chineses, nomeadamente a Província de Guangdong, e as cidades que têm ligações aéreas com Macau. Espera-se que, através desta rede, possam consolidar-se mais apoios de Macau no interior da China, e as acções promocionais consigam assim atinjir melhores resultados.