Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2004 -01 -05 [Voltar]
Conferência de Imprensa da Direcção dos Serviços de Turismo


A Direcção dos Serviços de Turismo realizou no dia 5 de Janeiro uma Conferência de Imprensa, em ambiente de boa disposição e convívio agradável com a Comunicação Social.

O Secretário para os Assuntos Sociais e Cultura, Dr. Chui Sai On, deu início à conferência de imprensa, tendo abordado no seu discurso os assuntos relevantes e as linhas mestras que abrangem esta área.

De seguida, o Director dos Serviços de Turismo, Eng. Joâo Manuel Costa Antunes, apresentou o balanço dos resultados alcançados no sector de turismo e das principais acções de promoção efectuadas no ano de 2003. Apresentou ainda, os principais objectivos e estratégias políticas no sector do turismo traçados para o ano corrente.

No ano passado, devido à influência da pneumonia atípica, algumas regiões e países do globo sofreram um impacto económico negativo; o sector do turismo foi um sector muito afectado, pois Macau, sendo um local de turismo por excelência, também não escapou a este desaire.

Desde Junho do último ano, altura em que a doença contagiosa estava já sob controlo, o Governo da RAEM lançou de imediato uma série de actividades promocionais na área do turismo, as quais tiveram uma grande cooperação e apoio de diversos sectores e de toda a sociedade do território. O número de visitantes a Macau no ano transacto ultrapassou os 11 milhões e novecentos mil, traduzindo um ligeiro aumento de 3% em relação ao ano de 2002, sendo que 48% oriundos da China Continental, o que traduziu um crescimento de 36% deste mercado.

Contando com o apoio do Governo Central, o mercado turístico da China Continental está mais aberto, criando uma situação satisfatória para o desenvolvimento do turismo do território. Após ter posto em prática em 2002 a política de "Excursão a Macau", em 28 de Julho do ano passado a política de "Vistos Individuais" tornou-se também efectiva. Neste momento já estão a beneficiar desta política de abertura Beijing, Shanghai e catorze cidades da Província de Guangdong.

Segundo os dados estatísticos, verifica-se que o aumento do número de turistas "vistos individuais" é significante. Durante o período de 28 de Julho a 31 de Dezembro do ano passado, mais de 600 mil visitantes com "vistos individuais" visitaram Macau, especialmente em Outubro, pois coincidiu com a Semana de Ouro do Dia Nacional. A entrada de turistas "vistos individuais" desse mês ultrapassou 180 mil. Está previsto que as restantes sete cidades de Guangdong venham a ser também abrangidas pelo projecto ainda este ano.

A tendência do crescimento do número de turistas da China Continental, tornou a China Interior num mercado muito forte e com grandes potencialidades. Foi fundada por este motivo, dentro da Comissão de Apoio ao Desenvolvimento Turístico, o Grupo de Trabalho Relativo às Informações Turísticas da China Continental, no sentido de recolher opiniões do sector, consequente aumento de ocupação, e a necessidade de assegurar a qualidade dos serviços, nomeadamente a organização da promoção na China Continental.

Para estabelecer uma ligação mais estreita entre a RAEM e os serviços de Turismo da China Continental e obter mais informações relacionadas com o turismo, a Direcção dos Serviços de Turismo de Macau e a Administração Nacional de Turismo assinaram, no final do último mês, o Protocolo para o Estreitamento de Relações Turísticas entre a China Continental e a RAEM.

A promoção do turismo conjunto, efectuada pela Direcção dos Serviços de Turismo e os Serviços de Turismo de Hong Kong e de Cantão, têm como finalidade divulgar o Delta do Rio das Pérolas. O estabelecimento do brandname da região, atrairá turistas de qualidade para a Região. Os trabalhos da segunda fase do estabelecimento da plataforma turística terão em breve o seu início.

A mesma atenção será prestada em relação a outros mercados. A DST irá continuar a aplicar recursos e a organizar actividades promocionais junto dos mercados de Hong Kong, Taiwan, Japão, Coreia, Singapura, Malásia, América, Canadá, Índia, Tailândia e Filipinas.

No intuito de prestar uma melhor organização e divulgar a Conferência Anual da Pata (Pacific Asia Travel Association), que terá lugar em Macau no ano de 2005, a futura comissão preparativa da presente conferência contará com os representantes e agentes do sector.

Como é do conhecimento geral, pretende-se desenvolver Macau através da expanção do turismo relacionado com jogos, reuniões, incentivos, convenções, exibições e lazer, conforme caminho traçado pelo Governo da RAEM. Para atrair turistas do ramo, este ano, iremos continuar a desenvolver esforços na promoção do turismo cultural e de lazer, especialmente os Festivais de Arte e da Música.

Através do apoio prestado pelo Governo Central, doze monumentos do território já fazem parte da lista de candidatura a património mundial em 2005 apresentada à UNESCO. Para além das respectivas preparações da candidatura, iremos ainda efectuar esforços na promoção do turismo cultural.

A preservação do sector do turismo depende muito da qualidade dos serviços e do pessoal que desempenha funções neste sector. Vamos continuar a apoiar a formação do sector e, promover a "Campanha da Sensibilização Turística de Macau", que procura sensibilizar os trabalhadores do sector e dos cidadãos da RAEM, para a importância do turismo na economia de Macau.

O prolongamento da permanência dos turistas em Macau foi sempre um objectivo traçado pelos responsáveis da RAEM no âmbito do turismo. Para acompanhar o desenvolvimento do turismo, iremos continuar a aperfeiçoar o ambiente e as instalações turísticas e criar novos produtos turísticos; por outro lado, através da colaboração interdepartamental, proteger os direitos dos visitantes consumidores. A revisão do Decreto-Lei nº 48/98/M, relativo às legislações quanto às agências de viagens e guias turísticos, está já concluída e o referido diploma está a ser procedido pelos serviços legislativos.

Atendendo à nova situação do desenvolvimento do turismo comercial e da abertura da política da China Continental, vamos estar mais atentos à oferta de melhor informação e respectivo material promocional de apoio. Ainda neste ano vamos ter a revisão do estatuto da Direcção dos Serviços de Turismo, nomeadamente na actualização dos serviços de estudo e investigação; Quanto aos estudos relativos ao turismo, estes serão entregues ao Instituto de Formação Turística. Espero que o novo estatuto da Direcção dos Serviços do Turismo, possa contribuir com melhor empenho as funções dos serviços, e prestar um serviço administrativo mais eficaz.