Home | | Opiniões ou Questões | Contacte-nos | Intranet | Email Login
Font size A | A | A

 Nota de Imprensa Imprimir



2022 -02 -02 [Voltar]
Visitantes aumentaram mais de 30% em 2021 – Três frentes de acção este ano para expandir fontes de visitantes e impulsionar retoma


Infografia sobre a Retrospectiva dos Trabalhos do Turismo em 2021

Infografia sobre a Retrospectiva dos Trabalhos do Turismo em 2021

Infografia sobre o Plano de Trabalho para o Turismo para 2022

Infografia sobre a Retrospectiva dos Trabalhos do Turismo em 2021

Infografia sobre a Retrospectiva dos Trabalhos do Turismo em 2021

Infografia sobre o Plano de Trabalho para o Turismo para 2022

Em 2021, o número total de visitantes que chegaram a Macau subiu 30,7%, tendo-se verificado também um aumento do número de visitantes que pernoitaram na cidade e do tempo médio de permanência dos visitantes em geral.

 

No ano passado, a Direcção dos Serviços de Turismo (DST) envidou todos os esforços na organização de uma série de eventos, lançamento de ofertas turísticas especiais e realização de ampla promoção online e offline para promover Macau como destino seguro e apropriado para visitar, com resultados positivos para a recuperação do turismo.

 

Este ano, de acordo com um plano de acção em três frentes, a DST continuará a empenhar-se na expansão das fontes de visitantes, na promoção da recuperação da indústria turística e na dinamização da economia comunitária: 1) Reforço da promoção online e offline; 2) Aprofundamento da integração intersectorial através do “turismo +” e promoção do melhoramento do desenvolvimento da indústria turística; 3) Aprofundamento da cooperação regional e aumento de atractividade turística.

 

Aumento de visitantes e do tempo de permanência no ano passado

No ano passado, o trabalho da DST centrou-se no impulso do aprofundamento da integração intersectorial de “turismo +”, na dinamização das “Semanas de Macau” para promover a cidade como um destino turístico seguro e apropriado para visitar, e na organização de eventos para atrair visitantes. Mediante a combinação duma ofensiva online e offline com várias ofertas turísticas especiais, no ano passado perto de 7,71 milhões de visitantes entraram em Macau, num aumento anual de 30,7%.

 

A média diária de visitantes durante o ano ultrapassou os 21 mil, sendo que, o efeito adicional da ofensiva promocional, dos eventos, entre outros factores, levou ao aumento do número de visitantes nos feriados festivos. No primeiro dia dos feriados do Dia do Trabalhador (1 de Maio), e na véspera do Ano Novo Lunar (31 de Dezembro) o número de visitantes ultrapassou em ambos os dias a fasquia dos 42 mil visitantes.

 

O tempo médio de estadia dos visitantes que pernoitaram e dos visitantes em geral registaram ambos aumento. No ano passado perto de 3,7 milhões de visitantes pernoitaram em Macau, numa subida que atingiu os 31,0%, representando 48,0% do número total de visitantes. Os visitantes que pernoitaram na cidade registaram um período médio de permanência que atingiu os 3,2 dias, mais 0,4 dias em comparação com o ano anterior.

 

Subida na taxa de ocupação hoteleira e despesa dos visitantes

De acordo com os dados da Direcção dos Serviços de Estatística e Censos, em 2021 os estabelecimentos hoteleiros contabilizaram cerca de 6,62 milhões de hóspedes, representando um aumento anual de 71,0%. A taxa de ocupação hoteleira foi de 50,0%, crescendo 21,4 pontos percentuais. O preço médio por quarto dos hotéis de três a cinco estrelas foi de cerca de 834,5 patacas, menos 9,0% em termos anuais.

 

Entre Janeiro e Setembro do ano passado, a despesa total dos visitantes (incluindo despesa no jogo) cifrou-se em 94,09 mil milhões de patacas, correspondendo a um acréscimo de 132,5%, em comparação com o período homólogo do ano anterior.

 

Sincronização de eventos, com ofertas especiais e acções promocionais produz efeito

No ano passado, as promoções de rua de grande envergadura das “Semanas de Macau” realizadas em Hangzhou, Nanjing, Xangai, Chengdu e Chongqing, para a promoção da imagem de Macau como cidade turística segura e apropriada para visitar, tiveram boa repercussão, tendo sido bem acolhidas pelos residentes e visitantes do Interior da China.

 

A DST organizou pela primeira vez no ano passado a Gala de Drones Brilha sobre Macau, prosseguiu com a organização do Festival de Luz de Macau e coorganizou a Feira de Diversões para Desfrutar Macau. Através de diferentes formas, organizou ou apoiou um total de 30 actividades de turismo comunitário para aprofundamento do “turismo +”, que atraíram mais de 6,44 milhões de participantes. O Museu do Grande Prémio de Macau foi inaugurado oficialmente em Junho do ano passado, tendo até ao final do ano sido visitado por cerca de 46 mil pessoas.

 

O programa de “Passeios, gastronomia e estadia para residentes de Macau” lançado no ano passado com o objectivo de encorajar os residentes de Macau a fazer turismo na cidade, estimular o consumo local e apoiar a indústria turística, registou um total de 40.175 inscritos nas excursões locais e a venda de 28.640 pacotes hoteleiros, envolvendo 72.052 hóspedes. O sector turístico também lançou no ano passado “Roteiros turísticos selecionados” para o mercado de visitantes de Macau, tendo a DST instalado balcões de informações em seis hotéis e resorts de Macau.

 

Acção em três frentes para este ano: Promoção, “turismo +”, cooperação regional

Este ano, mediante acção em três frentes, a DST empenhar-se-á na expansão das fontes de visitantes, na promoção da retoma do turismo e dinamização da economia comunitária:

 

1. Reforço da promoção online e offline

Reforço do modelo de combinação das acções promocionais online e presenciais através de múltiplos canais para divulgar Macau como um destino seguro e apropriado para visitar. Por um lado, realizar as promoções de rua de grande envergadura das “Semanas de Macau” e os Seminários de Promoção sobre Turismo, Convenções e Exposições de Macau em cidades do Interior da China com maior fontes de visitantes, estando também planeada a organização de uma série de promoções de rua na Grande Baía, para promover amplamente Macau como destino turístico.

Explorar a abertura de páginas especiais do turismo de Macau em mais plataformas de comércio electrónico do Interior da China e, em conjunto com grandes plataformas de turismo online, continuar a realizar marketing de precisão direccionado a diferentes grupos de visitantes.

Sob um ambiente turístico seguro, organizar eventos para atrair mais visitantes, adicionar novos elementos à Parada de Celebração do Ano Novo Chinês, à Gala de Drones Brilha sobre Macau, ao Festival de Luz de Macau e outros eventos, promover e criar conteúdos inovadores para os Passeios Aquáticos de Macau.

Para apoiar a retoma da indústria de serviços turísticos, continuar-se-á a promover o “plano de expansão dos mercados de visitantes”. Em cooperação com companhias aéreas, plataformas de comércio electrónico e plataformas de turismo online, tendo como alvo os visitantes do interior da China, serão disponibilizadas uma série de ofertas especiais para consumo turístico, incluindo bilhetes de avião, estadia em hotéis, entre outros, para aumentar a competitividade turística de Macau após a pandemia.

Consoante a situação da retoma do mercado internacional, lançar oportunamente ofertas especiais para ligações marítimas, autocarro transfronteiriço, entre outros meios de transporte para Macau, a par com passeios turísticos gratuitos de meio dia para visitantes internacionais hospedados em hotéis. Continuar a promoção das lojas com características próprias e a atrair os visitantes para percorrerem e despenderem nas zonas comunitárias.

Ao nível da dinamização da economia comunitária, o programa de “Passeios, gastronomia e estadia para residentes de Macau” prossegue até 31 de Agosto de 2022, sendo que todos os residentes de Macau poderão continuar a desfrutar de benefícios para participar, continuando-se a encorajar os residentes a fazer turismo na cidade, estimulando o consumo e apoiando a indústria turística local. Lançamento dos Programas de Apoio Financeiro Específico para Actividades “Dinamizar a economia comunitária no âmbito do turismo”, “Promover a cultura gastronómica” e “Turismo marítimo” para encorajar e apoiar as associações a organizarem diversos tipos de actividades de turismo comunitário.

 

2. Aprofundamento da integração intersectorial de “turismo +”

Continuar a promover um desenvolvimento diversificado através de “turismo + convenções e exposições”, “turismo + desporto”, “turismo + comércio electrónico” e “turismo + cultura e criatividade”, e mediante iniciativas de marketing de precisão em sintonia com eventos e festividades, para atrair visitantes a virem a Macau e despenderem na cidade. Tirar partido dos dois “cartões de visita” da cidade do Centro Histórico de Macau e enquanto Cidade Criativa de Gastronomia, para ampliar a divulgação.

Implementar o Plano Geral do Desenvolvimento da Indústria do Turismo de Macau e enriquecer a oferta enquanto centro mundial de turismo e lazer. Rever os métodos de execução do Programa de Avaliação de Serviços Turísticos de Qualidade no sector da restauração, para elevar a qualidade dos serviços da indústria turística e do sector da restauração de Macau, e a atracção do sector comunitário de restauração. Continuar-se-á a acompanhar os trabalhos de produção e de revisão legislativa em mãos, e a optimizar as condições de desenvolvimento da indústria turística, salvaguardando a imagem de Macau como uma cidade saudável, segura e apropriada para visitar.

 

3. Aprofundamento da cooperação regional e aumento da atractividade turística

Planeia-se organizar visitas de familiarização de operadores turísticos de Macau e Hengqin para desenvolver mais roteiros turísticos, enriquecendo Macau enquanto centro mundial de turismo e lazer. Incentivar os operadores da indústria a planear e lançar ofertas de turismo das ilhas, turismo relacionado com a preservação da saúde na medicina tradicional chinesa e itinerários turísticos característicos de Hengqin-Macau. Convidar também os serviços e entidades do turismo de Hengqin a organizar grupos artísticos para participar nos eventos emblemáticos de Macau.

Serão lançados em cooperação com grandes plataformas online de turismo produtos turísticos temáticos de itinerários multi-destinos, para desbravar fontes de visitantes do Interior da China além da província de Guangdong para visitar a Grande Baía. Colaborar-se-á para divulgar em conjunto no exterior os produtos turísticos, itinerários turísticos culturais e gastronómicos, o turismo cultural e patrimonial, o turismo das ilhas, entre outros recursos turísticos da Grande Baía, de modo a apoiar a criação de uma marca turística da Grande Baía Guangdong-Hong Kong-Macau.

A Retrospectiva dos Trabalhos da DST em 2021 e o Plano de Trabalho da DST para 2022 podem ser consultados no “Relatório anual de trabalho da DST em PowerPoint” disponível na Página Electrónica da Indústria Turística de Macau, em: https://industry.macaotourism.gov.mo/file/pdf/2022_Annual_Report.pdf.

Actualizada: 02/02/2022